Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




mulheres-de-abril_0.jpg

A comemoração do 25 de abril, bem como do 1.º de maio, constitui uma oportunidade de desafiar as crianças e jovens à reflexão e discussão sobre os direitos humanos num Estado de Direito Democrático. Que direitos estão em risco ou só algumas pessoas beneficiam são questões sobre as quais importa discutir e tomar medidas; construir narrativas (testemunhos, entrevistas…) audiovisuais (Mp4, Instagram…), escritas, ou de outro tipo (peddy-paper…), com base na recolha de testemunhos de pessoas e de objetos do quotidiano ou de elementos do património, podem constituir experiências únicas desta revolução a guardar na memória e a suscitar a mudança no espaço público.

 

Assinalamos em Cidadania e Biblioteca Escolar – Pensar e Intervir a série de testemunhos da Revolução intitulada, Mulheres de abril, bem como um conjunto de atividades que pode seguir através da Hashtag #cidadania_rbe_pt, no Facebook e no Twitter.

 

Outra sugestão de leitura:

Negócios Estrangeiros N.º 19 – Especial Direitos Humanos

 

Notas de cidadania das escolas

imagem.png

A biblioteca visa contribuir para a construção de conhecimentos críticos e alargados, bem como para o enriquecimento de vivências pessoais com base nas quais se forma a sabedoria.

 

Educação intercultural – imaginar, criar, ler é uma proposta de atividade da Escola Poeta Joaquim Serra na área da cidadania que, ao cruzar universos de leitura, expressão e relação, amplia o significado do texto e a experiência do livro, tornando-a mais gratificante.

 

Gostaríamos que partilhassem connosco o que fazem na área da cidadania colaborando em Notas das EscolasCidadania e Biblioteca Escolar | Pensar e Intervir.



RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Twitter



Perfil SAPO

foto do autor