Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blogue RBE

Seg | 26.09.16

Florbela Espanca | 1894-1930

 

FE.png

É ela a poetisa do soneto. Os seus versos falam de amor, de sofrimento, de saudade, de solidão. Florbela Espanca (1894-1930) escreve o primeiro poema aos 8 anos e aos 25 publica o primeiro livro. Chamou-lhe "Livro de Mágoas", afinal a história da sua vida.

 

Começa a fazer versos muito cedo, aos 8 anos, quando “já as coisas da vida me davam vontade de chorar”. Desde menina, Flor Bela de Alma da Conceição Espanca vive de forma intensa e dramática. Serão sempre as emoções, os sentimentos, matéria da sua poesia, escrita intuitiva e reveladora do mais íntimo de si.

Mas esta voz feminina que ousa falar da sensualidade, não é aceite nos mais exigentes círculos literários. As críticas causam-lhe desgosto. No entanto, são muitos os admiradores, os leitores, que se identificam com o seu tom confessional. E o seu génio é confirmado e reconfirmado até hoje, nas sucessivas reedições dos seus livros. O primeiro,”Livro de Mágoas” é publicado em 1919. Quatro anos depois sai “Soror Saudade”, a monja que é para muitos uma espécie de heterónimo. (...)

 

Ler mais >>

 

Conteúdo relacionado:

_____________________________________________________________________________________________________________________

Este trabalho está licenciado sob licença: CC BY-NC-SA 4.0

Seg | 26.09.16

Pós graduação: Especialização bibliotecas e literacias digitais e da informação

santarem.png

| Candidaturas em curso | Local de realização: 

Escola D. Carlos I em Lourel, Sintra |

 

Destinatários:

Educadores de Infância e Professores dos Ensinos Básico e Secundário, licenciados de outras áreas de formação que, preferencialmente, exerçam funções na área de formação do curso, por exemplo, animadores sócio culturais, bibliotecários, técnicos bibliotecários.

 

Objectivos:

Desenvolver competências digitais nos formandos que lhes permitam adequar os seus perfis às necessidades das

bibliotecas que dirigem.

Integrar os conhecimentos e as competências e técnicas nos contextos profissionais, como motor da animação, da difusão da informação e do conhecimento como forma de resposta aos projetos das instituições em que se inserem.

Promover o uso seletivo, analítico e crítico da informação no contexto profissional e transformá-lo autonomamente em conhecimento, desdobrando estas competências para a comunidade sob a forma de projetos articulados com o projeto educativo ou a estratégia institucional e/ou local/regional.

Desenvolver nos formandos competências de análise e avaliação de recursos digitais e informacionais que os ajudem a melhorar o acompanhamento/serviço aos utilizadores dos espaços que dirigem.

Produzir recursos digitais e definir estratégias adequadas à sua utilização no âmbito das estratégias de animação de bibliotecas.

Desenvolver nos formandos competências e atitudes pro ativas de produção e gestão de atividades e projetos inovadores relacionados com a promoção da leitura, a escrita e demais temáticas.

Promover as organizações informacionais como espaços de pluralidade linguística e encontro de culturas, gerações e espaços inclusivos de trocas de saberes e intervenção social.

 

Certificação:

Parceria entre a Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém e o Instituto Leopoldo Guimarães, ficando a certificação a cargo da primeira instituição. São atribuídos 60 ECTS de acordo com o sistema europeu de transferência de créditos. São conferidos 35 créditos na Rede das Bibliotecas Escolares. Em acreditação para formação especializada.

 

Ler mais >>

_____________________________________________________________________________________________________________________

Este trabalho está licenciado sob licença: CC BY-NC-SA 4.0