Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blogue RBE

Ter | 29.05.12

Dia Aberto no Instituto Gulbenkian de Ciência














O Instituto Gulbenkian de Ciência festeja os seus 50 anos, o que constituirá o mote para o Dia Aberto marcado para 2 de junho, entre as 10h e as 17h.


De entrada livre para crianças e adultos, visitantes individuais ou corporativos, os cientistas guiarão os visitantes numa viagem pelo dia a dia da investigação no IGC, de uma forma acessível e divertida, com muitas oportunidades para fazer perguntas, debater ideias e dar sugestões. Haverá visitas a laboratórios, experiências que fazem pensar, debates e conversas.

IGC Rua da Quinta Grande, nº 6
Oeiras
(na continuação dos jardins do Palácio do Marquês de Pombal)

Ler mais >>
Seg | 28.05.12

No dia de aniversário do Jardim Zoológico












Parabéns ao Jardim Zoológico de Lisboa que hoje completa uma idade muito respeitável, 128 anos!


Aproveitamos para divulgar o seu Blogue Educacional, que pretende ser um meio para que professores e alunos possam alargar os seus conhecimentos sobre Biodiversidade e perceber em que medida o Jardim Zoológico contribui para a conservação das espécies. 


Todas as  6ªs  feiras são publicados no Blogue Educacional artigos temáticos, de que são exemplo:


 - Animais e o seu meio (1º ciclo) - Corre, Cheira e Olha - (distinção entre domésticos e selvagens, comportamento em família, reprodução, deslocação, características externas ...)  
- Adaptações e Comportamentos (2º Ciclo) - Dentes, Bicos, Escamas, Pelos - (regimes alimentares, habitats, reprodução, revestimento, locomoção...) 
- À Descoberta dos Ecossistemas (3º Ciclo) - perturbações no equilíbrio dos ecossistemas e como estas afectam os animais, o que podemos fazer para desenvolver uma visão sistémica da natureza, como podemos contribuir para a sustentabilidade da Terra, fatores abióticos e bióticos que afetam as várias espécies, cadeias e teias alimentares em que estas se englobam...) - 
- De Lineu a Darwin  (Secundário) - conceitos gerais de classificação e evolução, fatores antropogénicos que estão na origem das espécies... espécies atualmente conhecidas, como diferem na sua morfologia, fisiologia e comportamento, que relações estabelecem com os seus habitats...
- A extinção é para sempre - (textos adaptados aos 1º, 2º, 3º ciclos e Secundário) - Quais os animais que correm mais perigo de extinção e porquê? Quais os desequilíbrios ambientais provocados pela atividade humana? Quais as principais ameaças que a biodiversidade enfrenta?...


O Blogue Educacional apresenta ainda as rubricas:


Biocriatividade - atividades variadas para os vários ciclos de escolaridade;
Eco Ideias - ideias variadas e reflexão sobre o nosso papel quotidiano individual para a preservação da natureza e da biodiversidade;
Zoo em movimento - as rotinas do  Jardim Zoológico: tratadores, treinadores, veterinários, através de um conjunto de vídeos muito sugestivos;
Biólogos...programas educativos de educação ambiental...

Seg | 28.05.12

O mundo em que todos podemos ser autores
















Um texto de José Afonso Furtado, publicado em 2011 pela FFMS,  da maior pertinência e atualidade:

[...] estamos a assistir à desconstrução da tradicional cadeia de valor e à emergência de novos modelos mais flexíveis, dinâmicos e em rede, adaptados à nova era em que vivemos. Poder-se-ia dizer que o que se passa na edição, como em muitas outras outras indústrias, é uma espécie de uma “lentidão” na reacção da sociedade perante as mutações que se perfilam, o que se pode verificar nos campos do consumo e da distribuição, tradicionalmente centrados na oferta, e onde hoje assistimos à interacção directa e em tempo real entre consumidor e fornecedores de produtos e serviços. Este é o cenário em que o empowerment do consumidor se transforma numa nova força de mercado. Com a difusão das tecnologias Web 2.0, todos têm à mão os recursos que lhes permitem produzir, e distribuir à escala global toda a sorte de conteúdos, de forma praticamente gratuita, através de ferramentas como blogs, wikis, podcasts ou plataformas nas redes sociais. Para operarem neste ambiente, as organizações devem desenvolver sensibilidades e processos para interagirem com as pessoas (consumidores, autores, agentes, etc.) sobre um conjunto de tópicos muito mais alargado (Christopher S. Rollyson & Associates, 2007). A emergência de múltiplos modelos de edição criou um ecossistema muito diferente daquele que foi dominado pelos editores tradicionais, além de obrigar os players a dominarem diferentes tipos de competências para enfrentar a mudança. A crescente qualidade e ubiquidade da print on-demand, e a sua progressiva utilização transparente por editores, está a fazer aumentar o número de títulos impressos disponíveis e a diluir a tradicional noção das origens tecnológicas do livro impresso e, provavelmente, a concepção tradicional do próprio livro. 
 José Afonso Furtado Chegámos ao mundo em que todos podemos ser autores29.11.2011
Dom | 27.05.12

Amélia Pinto Pais 1943-2012






























Amélia Pinto Pais foi uma das professoras e autoras que levou gerações de alunos e  portugueses a compreender alguns nomes maiores da nossa literatura e a amar a beleza e riqueza da língua portuguesa, tal como foi superiormente cultivada nos poemas e/ou prosa de autores como  Camões, Fernando Pessoa ou  o Padre António Vieira.


Ex-alunos dão conta desse dom de transmissão e entusiasmo com que Amélia Pais despertava a atenção de dezenas de adolescentes e os contagiava com o seu amor pelos Lusíadas e por outras obras literárias. O que nos faz evocar, a propósito do seu ofício docente, as palavras de Georges Steiner sobre a vocação de professor:


A libido sciendi, a sede de conhecimento, a necessidade profunda de compreender estão inscritas no que de melhor têm os homens e as mulheres. Tal como a vocação do professor. Não há ofício mais privilegiado. Despertar noutros seres humanos poderes e sonhos além dos seus; induzir nos outros um amor por aquilo que amamos; fazer do seu presente interior o seu futuro: eis uma aventura interior como nenhuma outra.(Steiner, As lições dos mestres, 148)

 Ao longe os barcos de flores é o título do blogue onde Amélia Pinto Pais escrevia. Os seus principais livros podem encontrar-se aqui >>
Sex | 25.05.12

A experiência da leitura no Alkantara Festival 2012











Integrado no Alkantara Festival 2012, a decorrer em Lisboa, The Quiet Volume é um espectáculo sussurrado, autogerado e ‘automático’ (Autoteatro) para duas pessoas de cada vez, explorando a tensão particular que se encontra em qualquer biblioteca; uma combinação de silêncio e concentração dentro da qual se desenrolam experiências de leitura diferentes para cada um. Dois espectadores/participantes sentam-se lado a lado. Recebendo deixas de palavras escritas ou sussurradas, dão por si a abrir um caminho improvável por entre uma pilha de livros. A peça expõe a intrigante magia que existe no centro da experiência de leitura, deixando que os mecanismos que julgamos internos se debrucem sobre o espaço envolvente, abrindo porosidades entre a esfera de um e outro leitor. The Quiet Volume estreou no ‘festival ambulante’ Ciudades Paralelas e tem passado por bibliotecas em cidades como Berlim, Buenos Aires e Londres.


Biblioteca Nacional 
de 24 maio a 9 junho
excepto domingos
Ler mais >>
Sex | 25.05.12

Dia Internacional das Crianças Desaparecidas

















Dia Internacional das Crianças Desaparecidas


 Em Portugal assinalou-se, pela primeira vez, em 25 de Maio de 2004, o Dia Internacional das Crianças Desaparecidas, por iniciativa do Instituto de Apoio à Criança.

A origem desta data funda-se no facto de no dia 25 de Maio de 1979 ter desaparecido uma criança de 6 anos, Ethan Patz, em Nova Iorque. Nos anos seguintes, pais, familiares e amigos reuniram-se para assinalar o dia do seu desaparecimento e, em 1986, o dia 25 de Maio ganha uma dimensão inter-nacional quando o Presidente Reagan o dedicou a todas as crianças desaparecidas.

Esta data tem vindo a ser assinalada em diversos Países da Europa (...).


As organizações que intervêm nesta área adotaram como símbolo a flor de miosótis, em inglês "forget me not.


Ler mais >>
Qui | 24.05.12

Poesia à solta em Ruas de Lamego












A Biblioteca do Agrupamento de Escolas da Sé-Lamego, em parceria com os coordenadores dos departamentos da educação pré-escolar, do 1º CEB e de línguas, lançou o concurso Sonhar, Inventar, Rimar no âmbito da Semana da Leitura 2012. Esta iniciativa, realizada pelo terceiro ano consecutivo,  procurou incentivar o gosto pela escrita, nomeadamente de caráter estético, e reforçar a interação da escola com a autarquia e comunidade em geral.
O agrupamento apoiou o trabalho que permitiu a elaboração dos cartazes e a Câmara Municipal de Lamego cedeu os mupis situados nas ruas da cidade.
O resto… vê-se na imagem.


António Pereira
Coordenador interconcelhio
Qui | 24.05.12

...















Com o título O mundo grita. Escuta? o congresso promovido pela Associação de Leitura do Brasil e a Universidade de Campinas pretende abordar o entrelace de diferentes linguagens, variadas formas de expressão, superfícies múltiplas que se movimentam e se tocam.


Gritos que soam em dinâmicas e criações de linguagens que leem o mundo: as postagens – cartas, telegramas, cartões postais, torpedos...; as artes – fotografia, música, literatura, teatro, dança, cinema, instalações...; as formas de vida – da infância, da loucura, da velhice, da juventude, da resistência, das relações socioculturais...; as dobras da língua portuguesa – atravessamentos subjetivos, polissêmicos, polifônicos, políticos...  Potências do fragmento, da sonoridade, da imagem, da territorialidade, da temporalidade... Potências plurais e singulares, vacúolos e sem-sentidos, contracombates à homogeneização na escuta do mundo. Como gritam?

Todas as informações e programa aqui >>