Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

 
 
No mês em que se anuncia o vencedor da 10ª edição do Prémio José Saramago, a Blimunda dedica o seu editorial a este momento que, de dois em dois anos, distingue autores e autoras de até 35 anos com obra publicada originalmente em língua portuguesa.
 
Para este número 65, a Blimunda conversou com Cecília Silveira, fundadora da Sapata Press, editora que se propõe a publicar, entre outros assuntos, livros relacionados com a temática LGBT.
 
A revista publica, pela primeira vez em português, um texto de Leila Guerriero sobre Madame de Bovary e uma leitura do romance de Flaubert nas Pampas argentinas. O texto foi lido pela jornalista argentina em Lisboa neste mês de outubro durante uma sessão na Casa Fernando Pessoa. Podem as cidades existir sem direitos humanos, pergunta-se Joana Simões Piedade no seu espaço denominado Vozes.
 
Andréa Zamorano escreve um conto entitulado Banheira.
 
Na secção infanto-juvenil, a Blimunda conta um pouco do trabalho da atriz e promotora de leitura Madalena Garnier Marques.
 
A Saramaguiana deste número dedica as suas páginas a algumas mensagens e fotografias que integram Com o mar por meio – uma amizade em cartas, livro de correspondência entre Jorge Amado e José Saramago que foi publicado no Brasil em julho e que, a partir de novembro, estará disponível em Portugal numa edição da Companhia das Letras Portugal.

 

Blimunda #65 - outubro 2017. (2017). Scribd. Retrieved 27 October 2017, from https://pt.scribd.com/document/362564744/Blimunda-65-outubro-2017#from_embed

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

abandono.png

 por José Ferreira Gomes |

 

Resumo

Convencionalmente, o abandono escolar precoce é medido pela percentagem dos jovens de 18 a 24 anos que já não estão a estudar sem terem completado o ensino secundário. Nos últimos anos, Portugal teve uma notável recuperação neste indicador. Uma extrapolação exponencial simplista permite prever que o objetivo de 10% para 2020 será atingido, estando nessa altura numa situação similar à da média europeia.

 

Ler mais >>

 

pdf.png 

 

Conteúdo relacionado:

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

blimunda.png

 Fonte |

 

A Blimunda deste mês inaugura uma nova rubrica. Joana Simões Piedade abordará a questão dos direitos humanos nesse novo espaço. Na primeira colaboração a jornalista e ativista portuguesa conta, através de relatos dos que passaram por situações limite, a sua experiência como voluntária num campo de refugiados.

 

Uma das mais antigas feiras portuguesas, a Feira da Luz atrai há séculos comerciantes e visitantes ao bairro de lisboeta de Benfica. A revista esteve lá e conta o que viu.

 

Para que serve uma biblioteca? Mais do que administrar um acervo, uma biblioteca pode ter múltiplas valências que devem ser pensadas a partir do seus utilizadores. É esse o tema abordado no nosso espaço destinado à literatura infantil e juvenil.

 

A secção Saramaguiana recupera uma entrevista de José Saramago ao extinto jornal grego Eleftherotypia, em 1998. “Todos os escritores são autodidatas”, disse o escritor umas semanas depois de ganhar o Prémio Nobel. Palavras que, por fim, são dadas a conhecer em português.

 

Boas leituras e bom outono!

Autoria e outros dados (tags, etc)

emilia.png

 

A Revista Emília faz 6 anos e dá-nos um presente: O caderno Emília N.º 0.

 

Esta nova publicação tem como objetivo aprofundar o debate crítico sobre temas chaves em torno da formação de leitores, da promoção do livro e da leitura. Uma iniciativa para proporcionar leitura mais aprofundada das questões sobre as quais a revista já vem tratando em sua trajetória.

O número de estreia é dedicado ao escritor Gil Veloso – com um conto inédito seu – e à ilustradora Mariana Zanetti. Ao longo de suas 164 páginas, traz entrevistas e também artigos de Cecilia Bajour, Constantino Bértolo, Marcela Carranza, Maria Teresa Andruetto e Sara Bertrand.

Publicação on-line, Cadernos surge com o desafio de oferecer reflexões mais consistentes, densas, como contraponto à volatilidade que caracteriza o ambiente digital. Cadernos Emília começa com esta edição em 2017 e pretende chegar a três em 2018.

 

Conteúdo relacionado:

Autoria e outros dados (tags, etc)

cassandra.png

Ler |

 

Cassandra é um projeto editorial desenvolvido em total autonomia por um grupo de alunos do 12.º ano da Escola Secundária Maria Amália Vaz de Carvalho.

 
É constituído por um conjunto de textos muito variados – uns solicitados na aula, outros produzidos por iniciativa própria, outros ainda recebidos em regime de colaboração extra corpo editorial.
 
O resultado é o que se apresenta. Acima de tudo, é um retrato honesto das capacidades, pensamento, preocupações, imaginário e criatividade de um grupo de alunos do ensino secundário, a maioria a terminar o ciclo no curso de Ciências e Tecnologia.

É sabido que alguns escritores e editores que desempenharam um papel importante na literatura portuguesa do séc. XX começaram a mostrar o seu estro em publicações de liceu. É o caso, para dar apenas um exemplo, do obscuro Pinguim, editado por Luiz Pacheco e onde colaboraram Cardoso Pires e Salazar Sampaio. Não estamos a insinuar que da Cassandra sairá um Pacheco ou um Cardoso Pires; mesmo que o fizéssemos acreditariam tanto em nós como acreditavam os gregos em Cassandra. Porém, não temos dúvida de que esta experiência cultural foi marcante para estes alunos.
 
Nota importante: esta não é uma revista feita por professores com textos de alunos. O professor dinamizador do projeto, Paulo Moura, bibliotecário e de Português, só reuniu duas vezes com o corpo editorial: no início para propor o projeto e no fim para o avaliar. Limitou-se, portanto, a fornecer o estímulo e a rever os textos; não teve qualquer papel na sua seleção nem na organização e composição gráfica da revista. Desempenhou, isso sim, um papel fundamental na consciencialização para os direitos de autor e na sensibilização em relação ao conceito de propriedade intelectual.
 
Texto replicado da fonte com algumas adaptações.
 
 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

blimunda.png

 Ler no Scribd | Coleção |

 

A Blimunda de fevereiro chega recheada de literatura. Às secções habituais de arranque de cada edição, seguem-se as palavras de António Jorge Gonçalves e de Filipe Lopes. Ambos, ilustrador e mediador de leitura, com uma voz própria no panorama cultural português. No caso do primeiro, na área da ilustração, do desenho e da performance ao vivo, no caso do segundo com o projecto «A poesia não tem grades», que leva a literatura, a poesia, às comunidades de reclusos das prisões portuguesas. Na secção infantil e juvenil, destaque para as exposições «3 ao cubo», que no âmbito de Lisboa - Capital Ibero-Americana de Cultura, levam o trabalho de seis ilustradores a três das bibliotecas da cidade de Lisboa. Na Visita Guiada, paragem na Livros Horizonte, casa editorial portuguesa com várias décadas de vida. A fechar esta edição, e como habitualmente, a Saramaguiana que desta vez nos traz as palavras de José Saramago sobre Literatura, retiradas do livro José Saramago nas suas Palavras, obra organizada por Fernando Gómez Aguilera e uma ferramenta absolutamente fundamental para perceber o pensamento do Prémio Nobel português.

 

Ler mais >>

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

blimunda.png

Ler no Scribd | Descarregar .pdf |

 

2017 já chegou, mas ainda há tempo para ler a Blimunda de dezembro.

 

A Feira Internacional do Livro de Guadalajara completou 30 anos de vida e homenageou um continente inteiro, a América Latina. Entre os mais de 800 mil visitantes da FIL estava Pilar del Río, que do México nos traz saborosas histórias sobre essa celebração da literatura.

 

“Madrid é uma festa”, escreveu Hemingway, mas também pode ser uma enorme galeria fotográfica. Cinco exposições espalhadas pela cidade e que de alguma maneira contam a história do século XX em imagens. Texto de Sara Figueiredo Costa.

 

O que é um livro-jogo? Na secção Infanto-Juvenil Andreia Brites explica o conceito dessa aposta de várias editoras para o fim do ano. Na secção Visita Guiada quem abre às portas à Blimunda é a editora Edicare. Na Saramaguiana, um texto de José Saramago inédito em português intitulado “Meditação sobre uma Jangada”. Uma reflexão do escritor sobre os rumos da Europa publicada originalmente em francês no jornal Liberatión.

 

Conteúdo relacionado:

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

blimunda.png

 | Download | Ler no Scribd | Ver na fonte |

 

No campo de refugiados de Jenin, na Palestina, faz-se teatro. Uma realidade que a Blimunda descobriu ao conversar com os diretores do Freedom Theatre, companhia que esteve em digressão por Portugal neste mês de Setembro e que aposta que o teatro pode ser uma alternativa para os jovens de uma zona tão castigada pela violência. A reportagem é assinada por Ricardo Viel.

Manifestação política e cultural, a Festa do Avante! viveu este ano a sua 40.ª edição. A Blimunda esteve lá e traz nas suas páginas uma crónica assinada por Sara Figueiredo Costa sobre a festa organizada pelo Partido Comunista Português.

A escritora e professora argentina María Teresa Andruetto marcou presença na XIV edição das Palavras Andarilhas. O programa incluía uma entrevista ao vivo à escritora vencedora do Prémio Andersen em 2012. Essa conversa, conduzida por Andreia Brites e Sérgio Machado Letria, ocupa agora o seu espaço nesta edição da Blimunda. (...)

 

Ler mais >>

Autoria e outros dados (tags, etc)

mediadoc.jpg

 

A APDEN (Association des Professeurs Documentalistes de l'Éducation Nationale) publicou, no último número da sua revista Mediadoc, um artigo sobre o referencial Aprender com a Biblioteca Escolar que agora se disponibiliza. O convite à RBE para a elaboração do artigo foi feito na sequência da nossa participação na conferência IFLA WLIC (World Library and Information Conference) de 2015.

Autoria e outros dados (tags, etc)

blimunda.png

 | Download | Ler no Scribd |

«Um livro só existe se é lido; senão é um cubo de papel», diz Alejandro García Schnetzer na entrevista publicada na Blimunda deste mês. Ele é quem está por trás de OLagarto, que une as palavras de José Saramago ao traço do artista popular brasileiro J. Borges. À revista, o editor contou sobre o processo de criação desse livro que agora chega aos leitores portugueses.

Mais do que cubos de papel foi o que a jornalista e escritora portuguesa Carla Maia de Almeida viu na visita que fez à Biblioteca Internacional da Juventude, em Munique. Criada em 1949, numa tentativa de se trazer um pouco de cultura a um país arrasado pela guerra, a biblioteca reúne hoje mais de 600 mil livros. «É uma espécie de paraíso», relata Carla Maia de Almeida no texto que escreve especialmente para a revista.

Livros na estrada, On the Road, é um projeto que leva – sobre rodas – autores em língua portuguesa aos turistas que visitam Lisboa. Sara Figueiredo Costa passou uma tarde com os responsáveis pela iniciativa – uma ideia da livraria Fonte de Letras, de Évora – e relata aos leitores da Blimunda o que viu.

Na secção Visita Guiada, Andreia Brites foi até ao Porto para conhecer a editora Tcharan.

Ainda nas páginas da Blimunda, um artigo sobre o encontro realizado na Fundação José Saramago que teve por objetivo pensar em estratégias para que a cultura portuguesa tenha uma participação mais efetiva na Festa Literária Internacional de Paraty, no Brasil.

Ler mais >>

 

 

Conteúdo relacionado:

Autoria e outros dados (tags, etc)


RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Ligações

Sítios Institucionais


Twitter



Perfil SAPO

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Twitter_