Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

Legislação de suporte

[2015.06.30]

• Portaria n.º 192-A/2015 de 29 de junho


Procedimentos de seleção

[2016.06.17]

Informações
• Quadro síntese

• Perguntas frequentes
• Serviço de Apoio


Pontuações de formação

[2016.06.17]

• Lista de cursos referidos no Anexo II da portaria 192-A/2015 de 29 de junho 
• Ações de formação contínua realizadas [base dados] [.xlsx]


Documentos de candidatura

[2016.06.17]

• Minuta para declaração de interesse
• Documento para sistematização de pontuações


Documentos de concurso

[2016.06.17]

• Seleção de candidatos
• Cálculo número de professores bibliotecários


Veja também: Professor bibliotecário

Autoria e outros dados (tags, etc)

pb.png

 

 

 

 

 

 

 

 

[consultar na fonte]

 

Legislação de suporte

[2015.06.30]

• Portaria n.º 192-A/2015 de 29 de junho


Procedimentos de seleção

[2015.07.01]

• Procedimentos de seleção
• Serviço de Apoio


Pontuações de formação

[2015.06.30]

• Lista de cursos referidos no Anexo II da portaria 192-A/2015 de 29 de junho
• Base de dados: ações de formação contínua realizadas


Documentos de candidatura

[2015.06.30]

• Minuta para declaração de interesse
• Documento para sistematização de pontuações


Documentos de concurso

[2015.06.30]

• Seleção de candidatos
• Cálculo número de professores bibliotecários


 
Veja também: Professor bibliotecário
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

portaria.png

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Clique na imagem para consultar o documento.

 

Portaria n.º 192-A/2015 de 29 de junho
Estabelece as regras de designação de docentes para a função de professor bibliotecário, o modo de designação de docentes que constituem a equipa da biblioteca escolar, as regras concursais aplicáveis às situações em que se verifique a inexistência no agrupamento de escolas ou nas escolas não agrupadas, de docentes a afetar para as funções de professor bibliotecário, e as regras de designação de docentes para a função de coordenador interconcelhio para as bibliotecas escolares.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Um artigo publicado na Teacher Network do jornal The Guardian sintetiza de forma clara e pertinente a importância do professor bibliotecário na promoção das literacias necessárias ao mundo atual e o apoio que aquele pode oferecer a professores e alunos.

 

When talking about teaching and learning, most people don’t immediately think of librarians. But in a school where the librarian or learning resource centre manager is valued and properly made use of, we can teach important skills.

Librarians are in the privileged position of being able to work with teachers across all subjects and students of all ages, observing the inner workings of a school from a slight distance.

One thing I’ve noticed is that the belief that students are adept at using the latest technology to find the information they need is simply not true. Students turn up in the library with the ubiquitous task of researching a topic and they don’t know where to start. Usually they head to Google, which takes them straight to Wikipedia (it’s top of the list so it doesn’t take much effort). Wikipedia is handy if you know how to use it properly, but many students need this explaining to them. Should they choose to go to university, a Wikipedia footnote will not be acceptable.

A librarian’s area of expertise is in information management and we try to make the process of finding information easier for our students and staff by providing relevant, reliable resources to support the areas they are studying or teaching. We teach information literacy – finding, assessing, evaluating, using and referencing information. We can also share this knowledge with teachers if it’s needed, especially since some find learning how to use new technology, or keeping up with the latest programmes and websites, very difficult.

Teachers are busy enough as it is and often don’t have the time to critically assess all the sources of information out there. If you’re struglling with this – or need help with research – it’s a good opportunity to make use of your friendly school librarian, who is usually more than happy to help out. It’s part of our job.

Librarians can help students to formulate assess and evaluate what they’ve found and, importantly, use information in a way that hones their note-taking skills, avoiding plagiarism. Librarians can teach your students to be better, more independent researchers.

 

 

Ler mais >>

Autoria e outros dados (tags, etc)




This short promotional film, developed by ALIA Schools, is for principals, school communities, teacher librarians, library staff and teachers. The film gives an overview of the exciting role that school libraries and teacher librarians can play by contributing to student success in learning in both primary and secondary school settings. It is evident that student enthusiasm and interest guarantees an ongoing role for the school library.

School libraries nurture, enrich, inspire, stimulate and challenge. Above all they establish a framework for lifelong learning for their students.The school library provides access for everyone in a caring environment where positive relationships are developed, where students feel supported and connected, where their wellbeing is paramount.School libraries assist students to understand their environment, experience the world and develop their imagination through the world of literature. Teacher librarians ensure students are provided with literature at their reading level and interest, across a wide range of genres, styles and formats.Teacher librarians work closely with their teaching colleagues to prepare units of work which cater for all students whatever their learning style or ability. These units focus on discovery, doing and differentiation. Students are taught using a framework which emphasises the skills of finding, evaluating, synthesising and presenting information.

Autoria e outros dados (tags, etc)























Ler mais no School Library Journal >>

Autoria e outros dados (tags, etc)
























A revista polaca de bibliotecas Biblioteka Centrum Informacji publica, no seu número referente aos meses de julho/agosto/setembro de 2013, um artigo de autoria de João Paulo Proença com o título: Ser Professor Bibliotecário em Portugal.

No artigo o autor apresenta, em grandes linhas, o programa da Rede de Bibliotecas Escolares, nascido em 1996 e os seus principais objetivos; aborda a questão da promoção da qualidade do programa, o salto qualitativo que significou o modelo da avaliação das Bibliotecas Escolares e refere como razões principais do sucesso do programa o trabalho em rede entre o gabinete RBE, as estruturas do MEC, os CIBE, os SABE’s, o Plano Nacional de Leitura e a institucionalização da figura do Professor Bibliotecário.
O texto termina referindo os instrumentos de apoio ao trabalho dos professores bibliotecários portugueses, como sejam, a formação contínua promovida pela RBE, a página web do programa, a lista de discussão e partilha, a presença do programa RBE nas redes sociais e a existência da plataforma moodle

A revista polaca de bibliotecas contém ainda uma entrevista que fizeram ao autor. Perguntam-lhe como se tornou professor bibliotecário; Qual o seu livro favorito; Se prefere trabalhar em papel, com um computador ou com um aluno; Qual o maior sucesso da sua carreira; O que são para ele os cursos Europeus Slamit; Qual a sua opinião sobre as bibliotecas na Polónia; Como é que passa o tempo livre?.


João Paulo Proença
Coordenador interconcelhio

Autoria e outros dados (tags, etc)


Autoria e outros dados (tags, etc)





















Entrou, hoje, em vigor a Portaria n.º 230-A/2013 de 19 de julho que procede ao ajustamento do quadro legislativo respeitante à designação de docentes para as funções de professor bibliotecário e de coordenador interconcelhio para as bibliotecas escolares. A principal alteração diz respeito ao rácio professores bibliotecários/ nº de alunos das escolas e agrupamentos.

Autoria e outros dados (tags, etc)





















A revista dinamarquesa de Bibliotecas Escolares “Skolebiblioteket” publica, no seu número referente aos meses de Março/Abril de 2013, um artigo de autoria de João Paulo Proença com o título: At være skolebibliotekar i Portugal / Ser Professor Bibliotecário em Portugal.

No artigo o autor apresenta, em grandes linhas, o programa da Rede de Bibliotecas Escolares, nascido em 1996 e os seus principais objetivos; aborda a questão da promoção da qualidade do programa, o salto qualitativo que significou o modelo da avaliação das Bibliotecas Escolares e refere como razões principais do sucesso do programa o trabalho em rede entre o gabinete RBE, as estruturas do MEC, os CIBE, os SABE’s, o Plano Nacional de Leitura e a institucionalização da figura do Professor Bibliotecário.
O texto termina referindo os instrumentos de apoio ao trabalho dos professores bibliotecários portugueses, como sejam, a formação contínua promovida pela RBE, a página web do programa, a lista de discussão e partilha, a presença do programa RBE nas redes sociais e a existência da plataforma moodle.    

João Paulo Proença
Coordenador interconcelhio

Autoria e outros dados (tags, etc)


RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Ligações

Sítios Institucionais


Twitter





Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Twitter_