Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

Quando as palavras tocam e podem fazer a diferença. O projecto A Poesia não tem grades está disponível para se deslocar às escolas e partilhar a experiência de 14 anos de inclusão pela arte nos estabelecimentos prisionais portugueses.

 

"A Poesia não tem grades é um modelo de inclusão social que utiliza a leitura, a escrita e a experimentação artística como instrumentos de trabalho privilegiados.

Iniciada em 2003, realiza-se em parceria com a Direcção-Geral da Reinserção e dos Serviços Prisionais, sendo o seu desenvolvimento e implementação da responsabilidade da Associação de Ideias, uma organização sem fins lucrativos direccionada para a promoção dos valores da cidadania." (...)

 

Ler mais >>

 

Sítio Web: http://apoesianaotemgrades.pt/

 

Conteúdo relacionado:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

pc.jpg

 Câmara Municipal de Braga | Poesia ao centro, folheto |

No âmbito das comemorações do Dia Mundial da Poesia, a Câmara Municipal de Braga e a Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva (BLCS) promoveram um vasto programa com recitais, documentários, apresentações de livro, tertúlias, entre muitas outras atividades.

No dia 21 de março, destaque para o recital “Quando Vier a Primavera”, tributo a Fernando Pessoa, no Museu Nogueira da Silva. Às 18h30, na BLCS, decorreu a Conversa sob o mote “Confluências Poéticas: a poesia e o teatro” com José Miguel Braga e Fernando Pinheiro e moderação de Virgínia do Carmo. Nota ainda para a Oficina de Poesia “Sementes de Poesia, na Primavera com Alegria” dinamizada por Ermelinda Jesus, na BLCS.

No dia 22 de março, também na Biblioteca, aconteceu a conferência “António Ramos Rosa: Rostos da Escrita”, por Gisela Gracias Ramos Rosa e a apresentação do livro “Vasos Comunicantes”, de António Ramos Rosa e Gisela Gracias Ramos Rosa.

No dia seguinte, no mesmo local, realizou-se o recital “Entre Nós e as Palavras” com Pedro Lamares.

A 24 de março, a BLCS acolheu o Recital “Bob Dylan”, com leitura de poemas do cantautor por alunos das Escolas Alberto Sampaio e D. Maria II.

No dia 25 de março, destaque para o recital “Poesia em dia”, pelo Grupo de Poesia da Universidade do Minho, na Rua de S. Marcos.

A terminar, lugar para os Recitais de Poesia “Ondinhas de Poesia”, pelos alunos da educação Pré-Escolar e “Ondas de Poesia”, pelos alunos do 1º ciclo, a acontecer no dia 1 de abril, na BLCS.

 

Texto retirado do sítio escritores.online (com adaptações).

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Pedro Lamares recita "Poema aos homens constipados", de António Lobo Antunes e "Uma pequenina luz bruxuleante" de Jorge de Sena.

Visto na página do Facebook de "Letras in.verso e re.verso".

Autoria e outros dados (tags, etc)

sic.png

 SIC Notícias | Clique na imagem para aceder ao conteúdo 

 

Rubrica de poesia, às quartas-feiras, no site da SIC Notícias.

Esta semana a jornalista Raquel Marinho lê Alberto Caeiro, o heterónimo de Fernando Pessoa que nasceu em Lisboa mas viveu quase toda a sua vida no campo.

 

Conteúdo relacionado:

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Documentário “Sophia de Mello Breyner Andresen – O Nome das Coisas” from Panavideo on Vimeo.

 

Conteúdo relacinado:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

ana.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Imagem: Público

 

 

 

 

Esta Gente / Essa Gente

 


O que é preciso é gente
gente com dente
gente que tenha dente
que mostre o dente

 

Gente que não seja decente
nem docente
nem docemente
nem delicodocemente

 

Gente com mente
com sã mente
que sinta que não mente
que sinta o dente são e a mente

 

Gente que enterre o dente
que fira de unha e dente
e mostre o dente potente
ao prepotente

 

O que é preciso é gente
que atire fora com essa gente

 

Essa gente dominada por essa gente
não sente como a gente
não quer
ser dominada por gente

 

NENHUMA!

 

A gente
só é dominada por essa gente
quando não sabe que é gente

 

Ana Hatherly in "Um calculador de improbabilidades" 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas:

 

Visto aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas:

glossario.png

 

 

 

 

 

O Glosario da poesía medieval galego-portuguesa (GLOSSA) constitui o primeiro repertório lexical dicionarizado, contextualizado e exaustivo do corpus da lírica profana galego-portuguesa: cantigas de amor, cantigas de amigo e cantigas de escarnho e de maldizer, para além de alguns textos de outros géneros com uma menor representação.

A primeira versão completa do glossário está acessível no site do projeto:http://glossa.gal/.

O GLOSSA nasce no seio do Grupo de Investigación Lingüística e Literaria(ILLA) da Universidade da Corunha, sob a orientação de Manuel Ferreiro como Investigador Principal e com a colaboração de outros membros do ILLA: Xosé Ramón Freixeiro Mato, Xosé Manuel Sánchez Rei, Xoán López Viñas, Leticia Eirín García e Estefanía Mosquera Castro; além de Bieito Arias Freixedo da Universidade de Vigo.

Este Glossário é realizado no âmbito dos projetos de investigação Glosario crítico da poesía medieval galego-portuguesa. I. Cantigas de amor e cantigas de amigo (ref. FFI2009-08917) e Glosario crítico da poesía medieval galego-portuguesa. II. Cantigas de escarnho e maldizer (ref. FFI2012-32801), financiados polo Ministerio de Ciencia y Tecnología e polo Ministerio de Economía y Competitividad, respetivamente, durante o período de 2010 a 2016.

 

Fonte: IILP

Autoria e outros dados (tags, etc)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas:

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas:


RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Ligações

Sítios Institucionais


Twitter



Perfil SAPO

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Twitter_