Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



lousada_livros2017.png

 Fonte | 12 de outubro | 18h | Auditório Municipal de Lousada

 

Na quinta-feira, dia 12, vão ser apresentadas as duas mais recentes obras literárias editadas pela Câmara Municipal de Lousada e que se destinam a alunos do 4.º e 6.º ano que frequentam as escolas do concelho.

 

“Cartas à minha terra”, da autoria de José Fanha, com ilustrações de Rachel Caiano, e a “Incrível história dos bacalhaus voadores”, de António Torrado, com ilustrações de António Pilar, são os dois novos livros.

 

Há dois anos tinham sido lançados dois outros livros com cenário em Lousada (Álvaro Magalhães para o 1º ciclo e António Mota para o 2º ciclo).

 

A cerimónia, que vai decorrer no Auditório Municipal, pelas 18h00, conta com a presença dos autores.

Autoria e outros dados (tags, etc)

in Letra Pequena de Rita Pimenta |

 

Uma homenagem à literatura clássica infantil, num livro muito bonito e cheio de referências bibliográficas felizes.

Logo nas guardas de abertura, encontramos uma mancha de caracteres que invocam dezenas de títulos e escritores que nos remetem para leituras de infância: As Aventuras de Pinóquio (Carlo Collodi), Um Conto de Natal (Charles Dickens), 20.000 Léguas Submarinas (Júlio Verne), Aventuras de Alice no País das Maravilhas (Lewis Carrol), só para citar alguns.

 

Disseram os autores, Oliver Jeffers e Sam Winston, sobre o livro que criaram juntos: “Desde o início sabíamos que queríamos criar um conto que celebrasse o nosso amor pela literatura clássica infantil com um toque moderno. Para nós, tratou-se de capturar alguma da magia que acontece quando alguém se perde ao ler uma história intemporal, mas de um modo que os leitores ainda não tinham visto.”

 

E a verdade é que a obra é muito original e poética. Por isso mereceu este ano o Prémio de Melhor Livro de Ficção atribuído pela Feira do Livro Infantil de Bolonha. (...)

 

Ler mais >>

Autoria e outros dados (tags, etc)

PNL.png

 PNL | Todas as listas | Espalha Factos, texto de Pedro Paupério |

 

Nas novas listas do Plano Nacional de Leitura (PNL) constam este ano 400 novas obras, disse a subcomissária do PNL, Elsa Conde, numa nota enviada à imprensa.

Os 400 novos títulos juntam-se assim aos diversos que se mantêm nas listas anualmente publicadas no site do PNL.

Diferenciadas em leitura autónoma, em voz alta, orientada ou em contexto de sala de aula, as listas do PNL recomendam diversos livros para todas as idades, da pré-primária ao ensino secundário. São ainda apresentadas algumas sugestões para adultos.

Entre as novas obras sugeridas estão presentes títulos de autores que surgem pela primeira vez O livro infantil Mana, de Joana Estrela, a obra Saramago – Homem rio, de Inês Fonseca Santos e a banda desenhada Os vampiros, de Filipe Melo e Juan Cavia, são alguns exemplos.

Por outro lado, Manuel Alegre, vencedor do prémio Camões 2017, volta a surgir com obras como Praça da CançãoAlma e Barbi-ruivo – o meu primeiro Camões. (...)

 

Ler mais >>

 

Conteúdo relacionado:

Autoria e outros dados (tags, etc)

videojogos.png

Padilla Zea, Natalia El uso educativo de los videojuegos. Sevilla : Junta de Andalucía, 2017 

Download | Fonte |

 

Numa sociedade onde o uso das Novas Tecnologias chegou a todos os âmbitos da vida, era questão de tempo até que estes dispositivos chegassem também às escolas. E, efetivamente, já há algum tempo que as nossas crianças usam os computadores na escola como parte do seu processo de aprendizagem.  Em casa, sem dúvida, preferem as consolas de vídeo, dispositivo tecnológico usado principalmente para o ócio. E, por algum motivo, parece que dedicam mais tempo às atividades centradas na consola que às que aparecem no computador da escola. Muitos pais, mães e professores, sem dúvida, prefeririam que fosse ao contrário porque acreditam que os jogos do computador do colégio são bons e os jogos da consola são maus. O que se pretende com este manual é desmistificar o uso dos videojogos e dar algumas chaves que nos permitam utilizá-los para favorecer o desenvolvimento educativo das nossas crianças

  • Exemplos de uso de videojogos em escolas
  • Mitos associados aos videojogos
  • Recomendações para um uso educativo dos videojogos
  • Bibliografia consultada

(Tradução livre do espanhol)

 

Conteúdo relacionado:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Adelina Moura lidera o projeto "Viciados em Livros" (Ler por prazer) que promove a leitura através da produção de trailers de livros. Veja-os aqui.

 

 

 

Conteúdo relacionado:

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

livro_livre.png

 Museu do Aljube | 9 de maio - 18:00 | Apresentação por Teresa Calçada | Press release

 

A sessão será precedida por uma visita guiada* pelo Diretor do Museu, Prof. Luís Farinha, às 16h:30.

O Livro Livre, de Francisco Bairrão Ruivo, Danuta Wojciechowska e Joana Paz, nasceu como uma outra forma de comemorar o 25 de Abril, dando a conhecer a crianças e jovens este marco da História de Portugal e o seu legado.


Celebra os direitos e as liberdades fundamentais consagrados na Constituição de 1976 como a sua principal herança e destaca a responsabilidade do que é viver em democracia.

Tomando como referência este momento de conquista histórica, fruto da luta e do trabalho de muitos, militares e civis, o Livro Livre apela ao espírito da liberdade e convoca o leitor a participar numa atividade criativa, como co-autor do livro. Desafia-o a resgatar as memórias de quem viveu este período e registar estas experiências. Através de breves enquadramentos históricos, ilustrações sugestivas e propostas de atividade diversificadas, este livro constrói um espaço para a reflexão sobre o significado do 25 de Abril.

 

Depois do sucesso das edições anteriores junto das escolas e do público geral, vai ser lançada a 3.ª edição do Livro Livre para continuar a levar este projecto a mais crianças e jovens, bem como às comunidades escolares e municipais que estejam interessadas em acolher este projecto.

 

*Por favor, confirma a sua presença para info@museudoaljube.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

jf2.jpg

 DGLAB | DN |

 

 

Ler é um prazer para toda a vida, diz mensagem do Dia Internacional do Livro Infantil

 

"A leitura não serve apenas para desenvolver sentimentos e personalidades, ela é, acima de tudo, um prazer", afirma o escritor russo Sergey Makhotin. Domingo é dia Internacional do Livro Infantil.

 

Este ano cumprem-se 50 anos da celebração do Dia Internacional do Livro Infantil, uma iniciativa do Conselho Internacional sobre Literatura para os Jovens (IBBY) para a promoção do livro e da leitura, que coincide com o dia de aniversário do escritor dinamarquês Hans Christian Andersen.

 

Todos os anos há uma mensagem associada a este dia, assinada por escritores diferentes e a deste ano é do russo Sergey Makhotin sobre a importância de crescer com a leitura e com o objeto livro.

 

"Quando há rapazes e raparigas que dizem 'Não gosto de ler!', isso faz-me rir. Não acredito neles. Comem gelados, jogam jogos e veem filmes interessantes. Dito de outro modo, gostam de se divertir! É que a leitura não serve apenas para desenvolver sentimentos e personalidades, ela é, acima de tudo, um prazer", sublinha o autor.

 

Na mensagem, intitulada "Vamos crescer com o livro", o escritor russo escreve na primeira pessoa, recordando como se foi apropriando dos livros para brincar - "usava muitas vezes um livro ilustrado a fazer de telhado" -, ou como lhe serviram de amparo. (...)

 

Ler mais >>

 

Conteúdo relacionado:

Vamos crescer com o livro, mensagem de Sergey Makhotin em português (em pdf.)

Cartaz em pdf. para descarregar (193MB)

Cartaz RGB, 150 dpi, jpg Formato usado para ecrã

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

livros.png

 Quem vai ganhar? Manifestação na Escola de Vale Milhaços, Almada, com os apoiantes
de Harry Potter e a Pedra Filosofal e de O Recruta | por Cláudia Lobo e Liliana Lopes Monteiro (Visão Júnior) | 16/03/2107 | Ler notícia em .pdf |

 

 

Miúdos a Votos!, uma iniciativa da VISÃO Júnior e da Rede de Bibliotecas Escolares, pôs milhares de alunos a fazerem campanha eleitoral pelos seus livros preferidos. Até o ministro da Educação aderiu à onda de entusiasmo

 

Carlos é o mais alto dos alunos sentados na última fila de cadeiras da biblioteca da Escola Ribeiro de Carvalho, em Agualva-Cacém, concelho de Sintra. Hoje a biblioteca está transformada num pequeno auditório, para poderem assistir à apresentação de uma peça de teatro e de um Telejornal realizado por colegas do 3º e 4º ano. Bem, na verdade não é só por isso: o ministro da Educação quis participar no dia que a escola dedicou inteiramente à campanha eleitoral de Miúdos a Votos: quais os livros mais fixes? e está agora a falar para a plateia. Mais do que falar, Tiago Brandão Rodrigues quer ouvir os argumentos dos defensores de cada um dos livros, e interpela os miúdos. “Porque é que escolheram Diário de um Banana – Dias de Cão?” Carlos, que tem feito campanha eleitoral pelo livro, responde espontaneamente, numa voz que lhe parece vinda do fundo da alma: “Porque nós também temos dias de cão…”


O autor de Diário de um Banana, Jeff Kinney, é aquele que mais vezes está nomeado nas listas nacionais desta iniciativa da VISÃO Júnior e da Rede de Bibliotecas Escolares que vai pôr estudantes de 406 escolas (incluindo Angola, Timor-Leste e São Tomé e Príncipe) a votarem amanhã, sexta-feira, 17, nos seus livros preferidos. O projeto visa promover simultaneamente a leitura e a cidadania, permitindo aos alunos entre
os 1º e 9º anos organizarem e participarem num processo em tudo semelhante a umas eleições políticas. Conta com o apoio da Comissão Nacional de Eleições, da Pordata e do Plano Nacional de Leitura.
As escolas tiveram inicialmente de se “recensear” (inscrever), tendo os alunos depois proposto, sem qualquer constrangimento, os seus livros preferidos, ou seja, os seus candidatos. O resultado? 15 462 votos e mais de 2 000 títulos propostos. Os livros que reuniram maior número de candidaturas foram nomeados para as eleições nacionais, organizados por ciclos de ensino.


Hoje é dia de reflexão. Alunos e professores agradecem o descanso, depois de uma campanha eleitoral muito intensa: mais de 150 escolas organizaram debates, comícios e sessões de esclarecimento, produziram cartazes e panfletos, realizaram vídeos e produziram tempos de antena de rádio (seguindo as regras da lei eleitoral), transmitidos pela Rádio Miúdos, uma estação online (radiomiudos.pt) que também apoia a iniciativa.
A cobertura das ações de campanha tem sido exaustiva em visaojunior.pt.

 

 

 

 

Ler a notícia em .pdf

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

sic.png

 SIC Notícias |

 

A campanha eleitoral de "Miúdos a Votos: quais os livros mais fixes?" está a decorrer em cerca 400 escolas do país e também em Angola, Timor e São Tomé. O objectivo da iniciativa da revista Visão Júnior e da rede de bibliotecas escolares é criar hábitos de leitura e promover a cidadania num processo eleitoral onde será escolhido um livro por ciclo de ensino.

Autoria e outros dados (tags, etc)

foto

 

 

Tiago Brandão Rodrigues, ministro da Educação, esteve esta segunda-feira numa escola de Agualva-Cacém, de onde saiu com os bolsos cheios de material de propaganda, feito pelos alunos, sobre os livros de que mais gostaram de ler. As eleições são já esta sexta-feira!

 

Há mais de um mês que mais de uma centena de escolas vive uma agitação fora do comum. Por causa de «Miúdos a Votos: quais os livros mais fixes?», uma iniciativa da revista VISÃO Júnior e da Rede de Bibliotecas Escolares, nos recreios e nas salas de aulas têm-se presenciado momentos extraordinários. Desde fevereiro que os alunos fazem campanha eleitoral pelas histórias que mais gostaram de ler, tentando convencer os colegas a, nesta sexta-feira, dia 17, votarem neles. E estão a fazê-lo como se de uma campanha eleitoral política se tratasse, organizando comícios e debates, criando cartazes e autocolantes, produzindo tempos de antena para a rádio e para a televisão. O projeto quer fomentar simultaneamente a leitura e a cidadania, permitindo aos alunos entre o 1.º e º 9.º anos organizaram e participarem num processo eleitoral (...)

 

Ler mais >>

Autoria e outros dados (tags, etc)


RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Ligações

Sítios Institucionais


Twitter



Perfil SAPO

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Twitter_