Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



metodo.png

 Download |

 

Girbés, J. C. (2016). [e-Book] El método definitivo para tener hijos lectores: consejos y recetas milagrosas que garantizan el éxito escolar. Barcelona, Fundación Bancaria “La Caixa” y la Fundación Jaume Bofill, 2017

 

El método definitivo para tener hijos lectores é um guia para ajudar pais e mães na estimulante tarefa de fomentar o hábito leitor das crianças. Apresenta quatro passos básicos para transmitir, com calma e sem angústia, a paixão leitora.

 

LECXIT – Leitura para o êxito educativo é um programa promovido pela Fundación Bancaria “La Caixa” y la Fundación Jaume Bofill. Trata-se de uma iniciativa pioneira que tem como objetivo incrementar o rendimento educativo das crianças mediante a melhoria da compreensão leitora.

 

Ler mais >>

Autoria e outros dados (tags, etc)

ler.png

 Fonte |

 

Ler, é para já! é um programa dirigido a jovens e adultos com poucos hábitos de leitura que necessitam de aumentar os níveis de literacia e de consolidar as aprendizagens necessárias à qualificação profissional. 
Pretende-se motivar para a leitura por prazer e contribuir para criar leitores autónomos, propondo a utilização dos recursos das bibliotecas.

 

Materiais de apoio

• Lista de títulos: fevereiro 2015; janeiro 2017
• Um livro... um filme: fevereiro 2015; outubro 2016
Livrarias online

Guião para validar sítios Web
Vamos descobrir a biblioteca escolar

Clube de leitura
Diário de leitura

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas:

Ler na Rede

20.01.17

ler.png

 por Felipe Zayas | Download |

Os meios de comunicação e os textos disponíveis na Rede têm características que os diferenciam notavelmente dos tradicionais.

 

O écran não significa só uma mudança de suporte, mas também uma modificação profunda no modo de organização dos conteúdos.

 

 

No écran lemos sobretudo hipertextos, quer dizer, “uma série de fragmentos textuais vinculados entre si de tal modo que as unidades podem ler-se em distintas ordens, permitindo assim que os leitores acedam à informação seguindo distintas rotas”.

 

Conteúdo relacionado:

Autoria e outros dados (tags, etc)

app.png

 Google Play |

 

Roberto Neto desenvolveu recentemente uma aplicação para Android com histórias infantis, para serem lidas pelos pais e/ou pelas crianças. Depois de ler as histórias podem responder a perguntas simples sobre a própria história.


A app irá sendo atualizada com novas histórias regularmente.

 

Conteúdo relacionado:

Autoria e outros dados (tags, etc)

Guia_port.jpg

 Download .pdf| Download .epub | 2011 |

 

Esta publicación es el producto del convenio que en 2006 ejecutaron el Centro Regional para el Fomento del Libro en América Latina y el Caribe (CERLALC) y la Unión Latinoamericana de Ciegos (ULAC), con el apoyo de la Fundación once para la Solidaridad con las Personas Ciegas de América Latina (FOAL). Se trata de un texto que nació tras un primer diagnóstico sobre entidades que producen y proveen material de lectura para personas con limitación visual, así como de los talleres y seminarios que sobre este tema se impartieron en la región. El resultado es esta valiosa herramienta para aplicar prácticas y experiencias que garanticen el acceso a la información a las personas con discapacidad visual.

 

Autor(es): Alejandro Schinca, Norma Toucedo
Tipo de publicación: Libro

Colección: Lectura y Escritura
Serie: Proyectos
Editor - Coeditor: Cerlalc ULAC y FOAL
Año de edición: 2011
Idioma: Español
País: Colombia
Número de páginas: 54
ISBN: 978-958-671-198-3

Ler mais >>

Autoria e outros dados (tags, etc)

biblioteca.png

 Download livro | Cartaz |

 

A biblioteca escolar é uma plataforma de saberes, de trabalho e de inovação que se constrói e se reinventa diariamente em cada escola. O seu sucesso resulta dos esforços de todos, e todos estamos convocados para a procura conjunta de contributos, num percurso colaborativo que conjuga continuidade e mudança.

 

O espaço Biblioteca ativa abordará temáticas de natureza diversa, procurando refletir, inquietar, discutir e apresentar propostas que reforcem e consolidem o percurso das bibliotecas escolares e as tornem núcleos ativos de acolhimento, aprendizagem e construção pessoal.

 

A propósito do Dia Internacional dos Direitos Humanos que se celebra a 10 de dezembro, lançamos mais um número da Biblioteca ativa com a publicação de Leitura, Liberdade e Direitos Humanos e de um cartaz com personalidades ligadas a esta temática. 


Veja também: Biblioteca ativa

Autoria e outros dados (tags, etc)

bib_rbr.png

 


"...A biblioteca escolar deve proporcionar aos alunos momentos de leitura e de discussão sobre os textos, estando estes, sempre, no centro das atividades" (Biblioteca RBE; 9). 

Autoria e outros dados (tags, etc)

teleponto.png

 

CuePrompter é um teleponto grátis e ao alcance de todos. Com ele o seu navegador comporta-se como um teleponto, não precisando de software extra.

 

Este tipo de teleponto dispensa o papel, apresentando o texto no ecrã de um computador ou tablet. Este método possui muitas vantagens. Primeiro, sendo o texto uma imagem eletronicamente gerada no computador, o texto fica nítido e fácil de ler. Também é mais fácil fazer alterações de última hora, sem pôr em risco a legibilidade ocasionada por palavras e frases riscadas a lápis ou caneta. Uma vez digitado, o texto no computador pode ser reformatado eletronicamente e apresentado no formato padrão de teleponto (frases curtas com letras grandes e sólidas).  A velocidade a que “corre” o texto é variável, o que pode servir diversos propósitos, tais como treinar a velocidade de leitura ou simplesmente adaptá-la ao utilizador e à ação que se pretende.

 

Conteúdo relacionado:

 

APPS:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

jca.jpg

 | Januária Cristina Alves. Foto: Arquivo pessoal | Jornal Estadão | Blogue de Bia Reis |

 

Todos - família e escola - são responsáveis por transformar as crianças em leitores competentes, diz a jornalista e escritora Januária Cristina Alves

 

Educação literária é aquela capaz de transformar pessoas em leitores competentes, ou seja, naquele leitor que não apenas entende as palavras de um texto, isoladamente, mas também compreende seu contexto e utiliza suas referências para apreendê-lo. Quem explica é Januária Cristina Alves, escritora com mais de 40 livros para crianças e jovens publicados no Brasil. Educar literariamente as crianças, afirma, é função não apenas das escolas, mas também dos pais. “Todos somos os mediadores da leitura do mundo de nossas crianças”, diz.

Antes de se render à literatura, Januária Cristina Alves trabalhou como jornalista, roteirista do incrível Bambalalão – programa infantil da TV Cultura que, na década de 80, reunia contação de história, teatro, teatro de bonecos, música, artes plásticas e brincadeiras – e foi colaboradora da Mauricio de Sousa Produções, onde fez roteiros de histórias da Turma da Mônica. Em 1990 recebeu o Prêmio Wladimir Herzog de Direitos Humanos, pela criação do Sport Gang, a primeira publicação infantojuvenil com foco em esporte e ecologia, e em 2014 ganhou o Prêmio Jabuti com Para Ler e Ver Com Olhos Livres, da Editora Nova Fronteira, na categoria Didáticos/Paradidáticos.

Confira a seguir, a conversa com Januária:

*

 

O que é educação literária? É um conceito antigo ou mais contemporâneo?

Educação literária, como um conceito mais estruturado, é algo recente, que surge com os estudos de teoria literária que investigam as questões da leitura e da formação do chamado leitor competente. Ou seja, aquele que não só compreende as palavras, mas é capaz de ler um texto, compreender o seu contexto, dar-lhe um sentido com base em suas referências e ainda compartilhá-lo socialmente. A educação literária pretende formar esse leitor competente.

*

 

Quem deve cuidar da educação literária de uma criança? Qual é o papel da família e da escola nesse processo?

Todos nós podemos e devemos cuidar da educação literária das nossas crianças. Segundo nosso educador maior, o pernambucano Paulo Freire, a leitura do mundo precede a leitura da palavra, ou seja, todos somos os mediadores da leitura do mundo de nossas crianças. Ler para elas, com elas, observar o que nos cerca e conversar, perguntar o que veem e como veem, tudo isso faz parte da educação literária. Sem falar que nosso exemplo é o maior instrumento dessa educação. Uma criança que observa seus pais e professores lendo, percebendo os fenômenos que nos cercam e tentando compreendê-los vai entender que a leitura não só é algo interessante, mas necessário para compreender a nós mesmos e ao mundo em que vivemos.

*

 

 

 

por Bia Reis

 

Conteúdo relacionado:

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

brasil.jpg

 

A organização não governamental brasileira Casa da Árvore tem um novo projeto em desenvolvimento, o BiblioArte Lab com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura, ele tem o objetivo de ressignificar o espaço público da biblioteca Centenário em Poços de Caldas - Minas Gerais, através do desenvolvimento de uma programação voltada para jovens, com enfoque das possibilidades da cultura digital.

 

Uma das ações do BiblioArte LAb é a Página 9 3/4. Um revista eletrónica feita por jovens e que discute leitura e literatura juvenil:

 

Somos jovens e não gostamos de ler! Será?

 

Dizem por aí que a literatura está sendo esquecida pelos jovens, que preferem passar seus dias surfando na web, se afogando nas profundezas do sofá em frente à televisão ou se trancafiando em seus quartos para assistirem séries, filmes e desenhos. A pesquisa “Retratos da Leitura no Brasil”, realizada em 2016 pelo Instituto Pró-Livro, até ajuda a confirmar essa visão. Segundo o estudo, para os jovens, a leitura está em 10º lugar quando o assunto é o que se gosta de fazer no tempo livre.

 

Curiosos para saber mais sobre esse assunto, fizemos uma pesquisa entre nossos amigos, leitores e não leitores, tentando identificar quais seriam os possíveis motivos para esse desamor com os livros.

 

Muitos dos que não gostam de ler apontaram como justificativa a falta de tempo, preferem outras atividades como filmes, sentem-se cansados e são um tanto impacientes. Também disseram achar os livros cansativos e entediantes – em outras palavras, acham os livros com gosto de chuchu.

 

Mas será que é isso mesmo? Nós estamos aqui para colocar o assunto em discussão! Antes de jogar toda a culpa no jovem que não lê por ser um tremendo bicho-preguiça, vamos lembrar que vários deles NÃO foram incentivados por ninguém, nem quando crianças. Durante nossas pesquisas exploratórias, tivemos a oportunidade de ler vários especialistas, que elencaram um leque de possibilidades que afastam o jovem dos livros, como a falta de contato com a leitura dentro de casa quando crianças ou fato de serem obrigados a lerem livros difíceis na escola. Enfim, são várias alternativas que nos fazem repensar se a culpa é só dos jovens mesmo ou se existe uma quantidade enorme de situações que podem interferir neste processo. (...)

| Alice Scarlet, Paulino Barnabé, Gabi Babi, Otavio Augusto e Leila Dias |

 

Ler mais >>

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas:


RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Ligações

Sítios Institucionais


Twitter





Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D