Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Captura de ecrã 2016-06-25, às 18.31.54.png

 Clique na imagem para ler o  Despacho n.º 8294-A/2016 – Diário da República n.º 120/2016, 1º Suplemento, Série II de 2016-06-24.

 

ENSINOS BÁSICO E SECUNDÁRIO

 

1.º Período

Início Entre 9 e 15 de setembro de 2016

Termo 16 de dezembro de 2016

 

2.º Período

Início 3 de janeiro de 2017

Termo 4 de abril de 2017

 

3.º Período

Início 19 de abril de 2017

Termo 6 de junho de 2017 – para os alunos dos 9.º, 11.º e 12.º anos ;

16 de junho de 2017 – para os alunos do 5.º, 6.º, 7.º, 8.º e 10.º anos;

23 de junho de 2017 – para os alunos do 1.º, 2.º, 3.º e 4.º anos.

 

Interrupções letivas

1.º – Férias de Natal: De 19 de dezembro de 2016 a 2 de janeiro de 2017

2.º – Carnaval: De 27 de fevereiro de 2017 a 1 de março de 2017

3.º – Férias da Páscoa: De 5 a 18 de abril de 2017

 

Ver ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

tabaco.jpg

noticiasaominuto | por Daniela Costa Teixeira

 

“A epidemia do tabaco é uma das maiores ameaças à saúde pública que o mundo já enfrentou”. As palavras são da Organização Mundial da Saúde (OMS) que, este ano, celebra o Dia Mundial sem Tabaco com (mais) um alerta sobre os perigos deste vício, cada vez mais sem idade, género ou classe social.

 

De acordo com a OMS, os dados acerca do tabagismo têm tanto de claros como de alarmantes. Eis alguns:

- O tabaco mata metade dos fumadores;

- Ao todo, são cerca de seis milhões as pessoas que morrem anualmente à conta deste vício, sendo que cinco milhões de óbitos resultam do uso direto de tabaco;

- Perto de 80% dos mais de mil milhões de fumadores em todo o mundo vivem em países com economias fracas.

- E sim, são mais de mil milhões as pessoas que fumam.

 

O tabaco é a causa número um de cancro a nível mundial, tendo ainda uma implicação no aparecimento da doença de forma indireta, devido ao fumo passivo. Quando ao fumo passivo, este é capaz de causar doenças cardiovasculares e respiratórias graves em adultos e provoca, todos os anos, mais de 600 mil mortes prematuras. Em 2004, dessas mortes prematuras, 28% correspondiam a crianças.

 

Mas o cancro está longe de ser a principal consequência do tabaco. Existem outras e que vão desde a insuficiência renal às doenças infetocontagiosas. No caso das mulheres, fumar desde cedo pode ter como consequência o aparecimento precoce da menopausa e fumar durante a gravidez tem um impacto direto no ADN do bebé.

Sabe o que acontece ao corpo quando deixa de fumar? (...)

 

Ler mais >>

 

Ligações relacionadas:

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas:

bn.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Passaram 220 anos desde que foi criada, por alvará régio, a maior biblioteca do país. Viagem por 75 quilómetros de prateleiras, 66 mil m2 de edifício, 4,7 milhões de documentos.

 

Estamos numa sala com 600 m2. Tem duas portas corta-fogo de três toneladas, é anti-sísmica e anti-incêndio — aqui, o simples acto de acender um isqueiro é impossível, uma vez que o ar não é combustível. Há várias estantes: algumas estão vazias, ainda à espera de serem preenchidas. Outras, guardam relíquias que poucos têm oportunidade de ver. Como uma colecção de documentos impressos até 1500 e os espólios de Sophia de Mello Breyner Andresen,Fernando Pessoa, Eça de Queirós e Almeida Garrett. E de muitas outras figuras da cultura portuguesa. Preciosidades que estão guardadas em pequenas caixas de cartão, devidamente identificadas com o número do espólio a que pertencem. Qualquer um as poderia abrir, na verdade. Mas antes teria de conseguir entrar na cave da torre de depósitos, onde funciona a casa-forte da Biblioteca Nacional de Portugal (BNP), a maior biblioteca do país. Nesta casa-forte, que é a zona mais segura dentro da BNP, não estão necessariamente os documentos mais antigos, mas aqueles que têm mais valor, os mais raros, os mais importantes. “É como o cofre de um banco”, diz-nos a directora, Maria Inês Cordeiro. E visitá-la é um privilégio — “entre os técnicos da biblioteca ninguém entra sozinho e não entra ninguém que seja de fora”. Há excepções, claro: os representantes de Estado. E os técnicos da manutenção. Nunca, nunca sozinhos. (...)

 

Ler mais >>

 

Conteúdo relacionado:

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas:

el.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto: Odilon Dimier GETTY

 

 

 

Nos anos oitenta surgiu no Reino Unido um movimento que defendia um uso da linguagem claro, breve e que evitasse os tecnicismos e as frases feitas. Chamou-se Plain English (em espanhol, inglês fácil), procurava que as instituições públicas se preocupassem por facilitar ao cidadão a compreensão de qualquer informação e denunciava a inutilidade dos textos extensos e confusos em defesa do simples e direto. (...)

 

Ler mais >>

 

Tradução livre, do espanhol.

Autoria e outros dados (tags, etc)

primo-levi-in-turin-1985-009_770x433_acf_cropped.j

 

por Tiago Palma - Observador

 

O mais sangrento dos campos de concentração foi libertado há 71 anos. É hoje o Dia Internacional da Lembrança do Holocausto. E poucos como Primo Levi escreveram sobre ele. Viveu-o. Sobreviveu-lhe.

 

Ler mais >>

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas:

MJVR5anos.png

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Precisamente há uma semana, a 23 de fevereiro, a Pordata celebrou 5 anos de vida. A sua diretora, Maria João Valente Rosa, falou ao Observador da importância dos números para o conhecimento objetivo da realidade, do trabalho que a Pordata tem realizado para disponibilizar, de forma acessível e a partir de um único portal, informação rigorosa sobre o país e a Europa, e das novidades preparadas para este ano. Os milhares de dados fornecidos pela Pordata ao longo destes 5 anos, colhidos junto de várias instituições oficiais, têm ajudado a mudar o panorama da informação sobre Portugal, tornando-o mais transparente, mais objetivo e menos propício à manipulação ideológica. Políticos, professores, estudantes, jornalistas e cidadãos em geral passaram a ter acesso rápido e simples a informação credível e de confiança para formarem opiniões e decisões livres e fundamentadas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

image.jpg

Esta obra está disponível no Repositório Institucional da Universidade de Brasília.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Clique para consultar o relatório

Clique na imagem para ler o relatório.

Relatório de um grupo parlamentar inglês, publicado em julho de 2014, sobre as Bibliotecas Escolares, com recomendações ao governo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ler no século XXI

Marc Prensky disse que a nossa geração aprendeu a perceber o mundo através da leitura, e que os nossos filhos agora, aprendem a entender o mundo através da tecnologia.

Mas ler, continua a ser uma competência básica para poder aprender. O que acontece, é que o modo de ler no século XXI, como o modo de pensar, é diferente hoje do que era nos séculos passados. Por quê? Porque está determinado necessariamente pelo incremento de meios e formatos diferentes de comunicação, tanto analógicos  como digitais.

meio, o formato e a acessibilidade ao meio são os três pontos que marcam a diferença entre como se lia no século XIX, no século XX e no século XXI. (...)

 

Continuar a ler >>

Autoria e outros dados (tags, etc)


RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Ligações

Sítios Institucionais


Twitter





Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Twitter_