Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



escritores.png

 


Devido à importância da divulgação da leitura, do livro e seus autores, foi estabelecida, no passado dia 26 de abril, uma parceria entre a Rede de Bibliotecas Escolares e a plataforma escritores.online.

 

Esta junção de sinergias visa a divulgação conjunta de notícias, reportagens, entrevistas, vídeos e eventos relacionados com os livros, a leitura, os escritores e as bibliotecas escolares.

 

A partilha de informação será efetuada através do Site www.escritores.online e via blogue, facebook e twitter da Rede de Bibliotecas Escolares. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Fórum Bibliotecas_programa.jpg

Leiria | 27 de abril | Teatro Miguel Franco | Inscrições até 25 de abril

Programa | Inscrições

 

Ação acreditada para docentes na modalidade de curta duração, 4 horas (opcional). 

Autoria e outros dados (tags, etc)

rtp.png

 RTP |

 

Está apresentado o novo Plano Nacional de Leitura. Foi pensado para a próxima década. E também para os adultos, não apenas para crianças e jovens. O primeiro-ministro esteve nesta apresentação, no Porto, e disse que só com mais leitores se consegue uma cidadadia mais ativa.

 

Ler mais >>

 

Conteúdo relacionado:

Autoria e outros dados (tags, etc)

Programa_IIMare_Palavras_frente_FINAL.jpg

 Programa | Blogue Linha de leitura |

 

No ano em que se comemoram 30 anos da criação da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas, 20 anos da Rede de Bibliotecas Escolares e 10 anos do Plano Nacional de Leitura, a Câmara Municipal da Moita assinala o 20.º aniversário da Biblioteca Municipal Bento de Jesus Caraça, realizando pela segunda vez o Encontro Maré de Palavras, em parceria com o Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares do Ministério da Educação, nos dias 5 e 6 de maio, na Biblioteca Municipal Bento de Jesus Caraça, na Moita.

 

As inscrições estão abertas entre 21 e 28 de abril

 

A segunda edição do Maré de Palavras foca dois temas pertinentes e atuais: A DIMENSÃO SOCIAL DA BIBLIOTECA – continuar a pensar na biblioteca à escala humana, respondendo a necessidades focadas no ser humano e NEUROCIÊNCIA E AMBIENTES DE LEITURA- refletir acerca das novas tenologias da informação e comunicação na concentração e na atenção, novas formas de leitura e novos leitores.

 

Destinatários:
Professores, educadores, professores bibliotecários, bibliotecários municipais, técnicos de biblioteca, animadores, mediadores de leitura, famílias, e todos os que se interessem pela leitura.

 

Formação acreditada (15 horas=0,6 créditos)

 

Visto aqui.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Cartaz_ConcelhoLeitura_21Abril_10Unid.png

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

PNL.png

 

 

Na celebração do Dia Mundial do Livro, decorre no dia 23 de abril, pelas 11h30, na Biblioteca Municipal Almeida Garrett, no Porto, o Lançamento do Plano Nacional de Leitura 2027.

 .

“Promover o Plano Nacional de Leitura 2017-2027 (PNL 2027), no horizonte da próxima década, estabelecendo uma aposta na consolidação das ações concretizadas nos primeiros 10 anos do plano e em novas vertentes a desenvolver até 2027, através de um reforço da articulação entre as áreas das autarquias locais, da cultura, da ciência, tecnologia e ensino superior e da educação.”

D.R., 31 de março.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas:

fp.png

 Visionar |

 

As sessões do Congresso Internacional Fernando Pessoa, 4.ª edição, que se realizou no passado mês de Fevereiro na Fundação Calouste Gulbenkian, estão agora disponíveis na íntegra no portal Educast.

 

Conteúdo relacionado:

Autoria e outros dados (tags, etc)

Páscoa

16.04.17

pascoa.jpg

Ressurreição de Cristo. A Páscoa é a comemoração do fundamento da fé cristã, a crença que Jesus morreu e ressuscitou no terceiro dia.
1499-1502. Por Rafael, atualmente no Museu de Arte de São Paulo, Brasil. (Wikipédia)

 

Páscoa ou Domingo da Ressurreição[1][2] é uma festividade religiosa e um feriado que celebra a ressurreição de Jesus ocorrida três dias depois da sua crucificação no Calvário, conforme o relato do Novo Testamento[3][4]. É a principal celebração do ano litúrgico cristão e também a mais antiga e importante festa cristã. A data da Páscoa determina todas as demais datas das festas móveis cristãs, exceto as relacionadas ao Advento[3]. O domingo de Páscoa marca o ápice da Paixão de Cristo e é precedido pela Quaresma, um período de quarenta dias de jejum, orações e penitências.

O termo "Páscoa" deriva, através do latim Pascha e do grego bíblico Πάσχα Paskha, do hebraico פֶּסַח (Pesaḥ ou Pesach), a Páscoa judaica[5][6]

A última semana da Quaresma é chamada de Semana Santa, que contém o chamado Tríduo Pascal, incluindo a Quinta-Feira Santa, que comemora a Última Ceia e a cerimônia do Lava pés que a precedeu[7][8] e também a Sexta-Feira Santa, que relembra a crucificação e morte de Jesus[9]. A Páscoa é seguida por um período de cinquenta dias chamado Época da Páscoa que se estende até o Domingo de Pentecostes.

A Páscoa é uma festa móvel, o que significa que sua data não é fixa em relação ao calendário civil. O Primeiro Concílio de Niceia (325) estabeleceu a data da Páscoa como sendo o primeiro domingo depois da lua cheia após o início do equinócio vernal (a chamada lua cheia pascal)[10]. Do ponto de vista eclesiástico, o equinócio vernal acontece em 21 de março (embora ocorra no dia 20 de março na maioria dos anos do ponto de vista astronômico) e a "lua cheia" não ocorre necessariamente na data correta astronômica. Por isso, a data da Páscoa varia entre 22 de março e 25 de abril (inclusive). Os cristãos orientais baseiam seus cálculos no calendário juliano, cuja data de 21 de março corresponde, no século XXI, ao dia 3 de abril no calendário gregoriano utilizado no ocidente. Por conseguinte, a Páscoa no oriente varia entre 4 de abril e 8 de maio inclusive.

A Páscoa cristã está ligada à Páscoa judaica pela data e também por muitos dos seus simbolismos centrais. Ao contrário do inglês, que tem duas palavras distintas para as duas festas (Easter e Passover respectivamente), em português e em muitas outras línguas as duas são chamadas pelo mesmo nome ou nomes muito similares[11]. Os costumes pascais variam bastante entre os cristãos do mundo inteiro e incluem missas matinais, a troca do cumprimento pascal e de ovos de Páscoa, que eram, originalmente, um símbolo do túmulo vazio[12][13][14]. Muitos outros costumes passaram a ser associados à Páscoa e são observados por cristãos e não-cristãos, como a caça aos ovos, o coelho da Páscoa e a Parada da Páscoa[15][16][17]. Há também uma grande quantidade de pratos típicos ligados à Pascoa e que variam de região para região.

 

Ler mais >>

 

Conteúdo relacionado:

Autoria e outros dados (tags, etc)

lit.png

Sítio Web | Inscrições | Programa |

 

Por uma nova consciência do espaço público


Fruto de uma relação dialética da evolução tecnológica com a alteração de valores, comportamentos e hábitos de consumo, registaram-se, nas últimas décadas, significativas mutações sociopolíticas, sendo uma das mais relevantes a ocorrida ao nível da Ágora, ou espaço público, das sociedades contemporâneas.

 

Influenciados pela representação que construímos da Grécia Antiga, habituámo-nos a pensar que, numa democracia, quem é “cidadão” acede à Ágora e aí intervém em igualdade com os demais. Porém, no presente, talvez suceda de modo inverso: quem acede à Ágora é “cidadão” e o modo como nela pode intervir determina a extensão dos seus direitos, liberdades e garantias. Assim, as circunstâncias do local onde as decisões relativas à Pólis são tomadas configuram a própria cidadania.

(...)

Impõe-se, assim, uma nova consciência do espaço público, que habilite os cidadãos com as competências e os conhecimentos necessários à maximização das oportunidades que lhes abre e à minimização dos riscos a que os sujeita. Não menos importante, é também necessária uma nova consciência do espaço público no sentido em que a todos que nele atuam deve ser exigido que se rejam por padrões éticos, de respeito pela dignidade e pelos direitos humanos, bem como pelas liberdades de expressão e de participação.

Importa, pois, refletir sobre o contributo que esta pode dar para uma nova consciência do espaço público e sobre os desafios que este coloca àquela!

 

O 4.º Congresso Literacia, Media e Cidadania propõe-se ser uma oportunidade para essa reflexão e debate.

 

in Apresentação

 

Ler mais >>

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

livro_livre.png

 Museu do Aljube | 9 de maio - 18:00 | Apresentação por Teresa Calçada | Press release

 

A sessão será precedida por uma visita guiada* pelo Diretor do Museu, Prof. Luís Farinha, às 16h:30.

O Livro Livre, de Francisco Bairrão Ruivo, Danuta Wojciechowska e Joana Paz, nasceu como uma outra forma de comemorar o 25 de Abril, dando a conhecer a crianças e jovens este marco da História de Portugal e o seu legado.


Celebra os direitos e as liberdades fundamentais consagrados na Constituição de 1976 como a sua principal herança e destaca a responsabilidade do que é viver em democracia.

Tomando como referência este momento de conquista histórica, fruto da luta e do trabalho de muitos, militares e civis, o Livro Livre apela ao espírito da liberdade e convoca o leitor a participar numa atividade criativa, como co-autor do livro. Desafia-o a resgatar as memórias de quem viveu este período e registar estas experiências. Através de breves enquadramentos históricos, ilustrações sugestivas e propostas de atividade diversificadas, este livro constrói um espaço para a reflexão sobre o significado do 25 de Abril.

 

Depois do sucesso das edições anteriores junto das escolas e do público geral, vai ser lançada a 3.ª edição do Livro Livre para continuar a levar este projecto a mais crianças e jovens, bem como às comunidades escolares e municipais que estejam interessadas em acolher este projecto.

 

*Por favor, confirma a sua presença para info@museudoaljube.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)


RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Ligações

Sítios Institucionais


Twitter





Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D