Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



avaliacao.png

 Fonte | Saber mais |

 

título:  Jornadas LCD: avaliação formativa em contextos digitais no ensino não superior
autor:  Loureiro, Maria João (coord.)
Balula, Ana
Guerra, Cecília
Machado, Eusébio André
Oliveira, Lia
Pombo, Lúcia
Loureiro, Maria José
Alves, Palmira
Sá, Patrícia
data de publicação:  Jul-2017
editor:  UA Editora
resumo:  As tecnologias digitais estão cada vez mais presentes no quotidiano de alunos e professores. Apesar do potencial transformador que lhes é reconhecido, não é consensual o impacte que a sua exploração tem na aprendizagem e no desenvolvimento profissional de professores. Uma possível razão para a disparidade de opiniões e de resultados da investigação parece prender-se com os modelos e práticas de avaliação explorados em contextos educativos (digitais ou não). Se, por um lado, a investigação na área da avaliação educativa tem mostrado que as práticas de avaliação vigentes continuam arreigadas à certificação, que importa alterar, por outro, são muito reduzidos os trabalhos em que as tecnologias digitais são usadas com fins avaliativos (em particular no que respeita à avaliação formativa). No entanto, recentemente, têm surgido trabalhos e projetos em que a avaliação formativa tem sido explorada enquanto estratégia de melhoria dos processos e dos recursos de ensino e de aprendizagem, o que facilita, entre outros, a autoavaliação, a avaliação por pares e a metacognição, competências essenciais para a aprendizagem ao longo da vida. (...)
URI:  http://hdl.handle.net/10773/18168
ISBN:  978-972-789-513-7
versão do editor/DOI:  http://cms.ua.pt/editora/

 

ficheiros deste registo

ficheirodescriçãotamanhoformato
eBook_FINAL.pdf   2.44 MB Adobe PDF ver/abrir

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

tic.png

 Download | 2016 | São Paulo |

 

Em parceria com a Fundação Telefónica Vivo, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) lançou nesta semana (20) o livro “Experiências Avaliativas de Tecnologias Digitais na Educação”. A publicação aborda iniciativas do Brasil, França, Chile, Uruguai e Argentina para medir o impacto das novas tecnologias de informação e comunicação (TICs) em projetos pedagógicos.

(...)  

 

 

Ler mais >>

 

Saiba mais sobre os autores do livro em: https://goo.gl/wIOf2j.

Autoria e outros dados (tags, etc)

rankings.png

 Sol |

 

O que os rankings não mostram, por João Costa

 

Os rankings que são disponibilizados pelos media habitualmente hierarquizam as escolas de acordo com as médias dos exames nacionais. Embora, nos últimos anos, se tenham vindo a integrar variáveis de contexto, esta seriação de escolas compara, por vezes, o que não é comparável e oferece um retrato bastante parcelar do trabalho desenvolvido.

 

Não tenho dúvidas de que é interessante para a comunidade saber qual o alinhamento da sua escola com um perfil nacional ou regional de desempenho. Tenho a certeza de que o interesse de uma lista ordenada de escolas é nulo. Mal comparado, é interessante para uns pais conhecerem o percentil de desenvolvimento do seu filho, mas é irrelevante saber qual a sua posição relativa em relação aos bebés todos do país.

Conhecer a qualidade de uma escola implica um olhar muito mais abrangente, pelo que são precisos mais indicadores e é necessário um olhar sistémico. Para isso, o Ministério da Educação tem vindo a disponibilizar mais indicadores, de que destaco: os Percursos Diretos de Sucesso, que medem o quanto a escola contribuiu para a progressão dos alunos; o indicador de desigualdades, que mede a dispersão de notas numa mesma escola; os indicadores por disciplina, que permitem uma análise comparada entre as disciplinas da mesma escola, estabilizando assim variáveis sociodemográficas, que a comparação entre escolas não permite controlar.

Mas há muito mais no trabalho das escolas que não tem sido valorizado e que os rankings não mostram. Trabalho que é essencial para o cumprimento da missão da educação:

1. Inclusão: há escolas que se destacam pelo trabalho absolutamente notável que fazem com alunos com deficiência, valorizando-os e incluindo-os. (...)

 

Ler mais >>

 

Conteúdo relacionado:

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

repeticao.png

 Outubro 2016 | Download | FFMS |

 

Sinopse:

O objectivo deste trabalho é medir o impacto resultante do facto de se obrigar um aluno a repetir um ano no seu desempenho académico subsequente. Pretende-se responder à seguinte questão: para os alunos que ficaram retidos, como é que os seus resultados académicos se comparam com os resultados académicos que teriam tido se não tivessem ficado retidos?

 

Conteúdo relacionado:

Autoria e outros dados (tags, etc)

mabe_top.jpg

 RBE

 

A avaliação constitui um elemento fundamental de gestão e desenvolvimento das bibliotecas escolares. Em 2015-2016 decorre o terceiro ano de implementação do Modelo de avaliação da biblioteca escolar, publicado pela Rede de Bibliotecas Escolares (RBE) para orientar este processo.

De acordo com este modelo, as bibliotecas deverão proceder, nesta fase, à elaboração de um Plano de melhoria que responda aos problemas detetados na avaliação do ano anterior, designadamente, aqueles em que se verificaram resultados mais baixos ou que necessitem de ser consolidados.

Etapas do ciclo de avaliação
Figura n.º 1 - Etapas do ciclo de avaliação

 

Trata-se de um procedimento endógeno, com objetivos e ações inerentes às problemáticas de cada biblioteca e instrumentos de monitorização próprios, devendo, enquanto tal, incorporar os seus planos anuais de atividades.

Para a apresentação do Plano de melhoria, a RBE disponibiliza, no Sistema de informação (SI), a respetiva aplicação informática de 1 de outubro de 2015 a 8 de janeiro de 2016. (...)

 

Ler mais >>

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas:

mabe_top.jpg

 

 

 

 
 
 
 
Termina a 18 de dezembro o prazo de submissão do plano de melhoria.
 
Ler mais >>

Autoria e outros dados (tags, etc)

forum.png

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Conselho Nacional de Educação e a Fundação Francisco Manuel dos Santos irão promover o Projeto aQeduto: Avaliação, qualidade e equidade em educação. A primeira iniciativa e apresentação do projeto terá lugar no dia 14 de dezembro de 2015, no auditório do Conselho Nacional de Educação, das 18:00 às 19:30. Com o objetivo de chegar ao grande público através de uma linguagem acessível, o Projeto aQeduto visa explicar a variação dos resultados dos alunos portugueses nos testes PISA (2000 e 2012), tendo em conta três eixos fundamentais: os alunos, as escolas e o país. O primeiro fórum será dedicado a uma análise da evolução dos resultados PISA e da evolução de outros indicadores de desenvolvimento do país, tais como a economia e o índice de desenvolvimento humano. Para participar inscreva-se aqui!

 

Ler mais >>

Autoria e outros dados (tags, etc)

IAVE

 

 

 

 

 

 

Informação-Prova Final ou Informação-Exame Final Nacional

Ler mais >>

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas:











As Jornadas LCD têm por objetivo a partilha e reflexão sobre modelos e práticas de avaliação formativa em contextos digitais. Destinam-se a profissionais de educação (professores, formadores e investigadores) e a estudantes de licenciatura, mestrado e doutoramento com desenvolvido trabalho nesta área.

Eixos do programa:
- Teorias e modelos de avaliação formativa em contextos digitais;
- Práticas de avaliação formativa em contextos digitais;
- Design de instrumentos digitais de avaliação formativa;
- Avaliação formativa de interação online (em fóruns, chats, blogues…);
- Avaliação formativa de recursos educativos digitais (e-book, podcast, vídeo, webquest, OCW, MOOC, simulações, jogos, etc).


Jornadas LCD: avaliação formativa
em contextos digitais no ensino não superior

26 outubro 2013
Universidade de Aveiro


Programa e inscrições >>

Autoria e outros dados (tags, etc)



Aprender é preciso. E avaliar, não é preciso? 
Esta pergunta, obviamente retórica, implica uma outra: como se avalia? (...)

Eis as questões com que a Fundação Francisco Manuel dos Santos lançou, esta semana, um debate em linha sobre a avaliação dos alunos no nosso sistema de ensino. Até ao dia 26 de abril, o debate, moderado por Vasco Barreto,  conta também com a participação de alguns convidados: Carlos Fiolhais; Carlos Grosso; Graça Ventura; Hélder Diniz de Sousa; Maria Helena Damião.

Ler mais  >>

Autoria e outros dados (tags, etc)


RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Ligações

Sítios Institucionais


Twitter



Perfil SAPO

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Twitter_