Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




vreal.png

 Programa | Local e contactos | Destinatários |

Inscrições

 

Os limites da escola deixaram de ser os seus limites físicos. A aprendizagem deixou de se circunscrever ao contexto formal da sala de aula. Para estarem aptos a responder aos desafios que lhes são colocados pela sociedade atual, marcada pela constante mudança, pela imprevisibilidade, pela tecnologia e pelo excesso de

informação, os alunos, futuros trabalhadores, não podem ser consumidores passivos e acríticos de um conjunto de conteúdos transmitidos no espaço restrito, formal, da sala de aula.

 

A almejada alteração de paradigma passa pela redefinição do papel / perfil do aluno (pela centralidade que o mesmo deve assumir no seu próprio processo de aprendizagem) e pelo desenvolvimento de um conjunto de competências-base, capacidades e valores / atitudes, alicerçadas no trabalho com projetos/ de projeto, realizado colaborativamente.

 

Num processo especular, também o papel do professor tem de ser reinterpretado e ajustado à nova realidade. Sendo necessárias, estas mudanças são, todavia, insuficientes. As práticas pedagógicas, o trabalho colaborativo entre pares, a avaliação das aprendizagens, a gestão de espaços e do tempo, o próprio equipamento das escolas, todos estes aspetos devem ser igualmente reequacionados no contexto da escola que se deseja.


É preciso reinventar a escola e preparar a mudança.


A discussão em curso, no país e no espaço da União Europeu, sobre o emagrecimento dos currículos, a partir da definição das Aprendizagens Essenciais das diferentes disciplinas, sobre o referencial de áreas de competência-base, estabelecido pelo Perfil dos alunos à saída do ensino obrigatório, e sobre a gestão e integração curricular no desenvolvimento das aprendizagens, propiciada pela pilotagem do Projeto de Autonomia e Flexibilidade, é reveladora desta lógica de mudança que se (nos) impõe.

 

II Encontro da Rede de Bibliotecas de Vila Real apresenta-se como um espaço privilegiado de partilha e contributo para a reflexão sobre a escola que urge reinventar.

 

Rosário Caldeira

Coordenadora interconcelhia

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Ligações

Sítios Institucionais


Twitter



Perfil SAPO

foto do autor



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Twitter_