Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A Internet teve o seu momento de viragem há cerca de 5 anos, entrando numa nova era - a WEB 1.0 abria caminho à WEB 2.0.

A WEB 1.0 caracterizava-se por uma nítida separação entre os fornecedores de conteúdos e os utilizadores. Assistiu-se a um boom na disponibilização de conteúdos, mas a tecnologia existente impedia a massificação dos conteúdos, a facilitação do acesso e o diálogo construtivo. Os conteúdos eram produzidos por entidades bem definidas, centralizadas, monolíticas e que estabeleciam uma relação unívoca com os utilizadores.

Com a WEB 2.0 passou-se de um modelo síncrono para um assíncrono. Não existe uma verdadeira separação entre produtores e consumidores, porque ambos desempenham os dois papéis, reflectindo, de certo modo, a inteligência colectiva.

Na WEB 2.0 a Internet comporta-se como uma gigantesca plataforma, à medida que os utilizadores introduzem novos conteúdos, novos sítios e se entrecruzam com outros, fazem com que a rede de conexões cresça em resultado da actividade colectiva de todos os utilizadores da web.

A proliferação dos conteúdos e dos seus autores impôs a necessidade de criar um sistema taxonómico que facilitasse o acesso, surgiu assim a Folksonomia (folk+taxonomia), não se trata de uma taxonomia centralizada, normalizada, mas uma forma livre de criação de palavras-chave (tags ou etiquetas) que todos conhecemos dos blogues.

Os blogues são exactamente um bom exemplo do que é a WEB 2.0: uma interface acessível à consulta e à produção de conteúdos e aberta à intervenção (assim os seus autores o permitam).

A Biblioteca e por maioria de razão a biblioteca escolar, não pode ignorar o que se está a passar e tem que encontrar caminhos e formas inovadoras de se posicionar neste novo ambiente, com este objectivo deixamos aqui o endereço de outros serviços que exemplificam bem o que atrás dissemos e uma apresentação que podem encontrar noutro bom exemplo de web 2.0: http://slideshare.net/



SLIDESHARE - http://www.slideshare.net/

WIKIPEDIA - http://pt.wikipedia.org/wiki/Página_principal

YOUTUBE - http://www.youtube.com/

del.icio.us - http://del.icio.us/

FLICKR - http://www.flickr.com/

Software aberto – http://sourceforge.net/

Autoria e outros dados (tags, etc)



RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Ligações

Sítios Institucionais


Twitter



Perfil SAPO

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Twitter_