Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



+lisboa.png

FCSH +Lisboa |

 

No ar desde novembro, já tem mais de 300 entradas que divulgam o conhecimento gerado pela História, as Ciências Musicais, os Estudos Portugueses, as Ciências da Comunicação, a História da Arte, a Sociologia e outras ciências sociais e humanas. Esta marca da FCSH/NOVA na cidade é um recurso para bibliotecas escolares, de Lisboa ou de qualquer ponto do país. A partir destes links, abaixo, abra as peças e fique a saber mais…

 

  • O autor da célebre expressão Há Mar e Mar, há ir e voltar, o poeta Alexandre O´Neill, é apontado como o fundador do movimento surrealista português.

 

  • O jornal A Bola, fundado em 1945, é o único jornal que persiste na sua sede original, na Travessa da Queimada nº 47, no Bairro Alto.

 

  • Além de luxuosas moradias, quatro das quais receberam prémios Valmor, o arquiteto Ventura Terra deixou a sua marca em muitos edifícios civis da cidade, entre eles vários Liceus.

 

  • Em 1514,  um viajante nobre da Flandres a caminho de Jerusalém ficou impressionado com os elefantes que se passeavam pacificamente em ruas de Lisboa onde se concentravam ofícios e mercadores.

 

  • Houve 12 filmes de Hollywood que tiveram Lisboa como território nos anos da II Guerra Mundial.

 

  • Em 1848, o Chiado, local de vivência burguesa entre hotéis e restaurantes, livrarias e lojas de moda, espetáculos de rua e a ópera no São Carlos, tornou-se a primeira zona iluminada a gás da capital.

 

  • O pão e o vinho, que simbolizavam a mesa da Eucaristia, era o que havia de comum entre a mesa do rei D. João III (1502-1557) e a alimentação do povo.

 

  • A primeira contagem populacional próxima do conceito moderno de recenseamento, feita em 1801, revelou que a diocese de Lisboa era a segunda maior do país, a seguir a Braga.

 

  • Houve tempos em que as estátuas eram móveis. Por exemplo, a estátua do deus Neptuno (1771), originalmente colocada no Chiado, foi deslocada quatro vezes até se fixar no Largo D. Estefânia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

cad_ed_financ_1_ciclo.png

 Clicar na imagem para download

cad_ed_financ_2_ciclo_s.png

 

 

Estes Cadernos de Educação Financeira foram desenvolvidos no âmbito do “Protocolo de cooperação para a preparação de materiais didático-pedagógicos de apoio ao Referencial de Educação Financeira”, assinado em dezembro de 2014 pelo Conselho Nacional de Supervisores Financeiros (Banco de Portugal, Comissão do Mercado de Valores Mobiliários e Instituto de Seguros de Portugal), pelo Ministério da Educação e Ciência e por quatro associações do setor financeiro (APB – Associação Portuguesa de Bancos; APS – Associação Portuguesa de Seguradores; APFIPP – Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios e ASFAC – Associação de Instituições de Crédito Especializado).

 

Os cadernos têm como objetivo apoiar alunos e professores na abordagem a temas do Referencial de Educação Financeira (REF) – elaboração de um orçamento, criação de uma poupança, realização de pagamentos, ou prevenção de riscos…

 

A ação desloca-se da família para a escola e os temas do REF são trabalhados, de forma lúdico-didática, através de histórias protagonizadas pelos alunos.

 

As histórias são exploradas por atividades que procuram explicitar e completar os saberes, as atitudes e os comportamentos inerentes à narrativa. (...)

 

Ler mais >>

 

Conteúdo relacionado:

Autoria e outros dados (tags, etc)

portugal.png

 Ensina RTP |

 

Depois de apreender vários navios alemães atracados em portos portugueses, o país entrou oficialmente na I Guerra Mundial a 16 de março de 1916. Mas a verdade é que as tropas portuguesas há muito combatiam os alemães nas ex-colónias africanas.

 

Contexto

Desde 1914 que as tropas portuguesas se tinham envolvido em escaramuças e combates com tropas alemãs em Angola e, especialmente, em Moçambique. Apesar destes problemas nunca existiu uma declaração de guerra formal entre os dois países até 1916.

 

Quando surgiu o pedido britânico para a apreensão dos navios atracados em portos nacionais desde 1914, o governo agiu de imediato e militares da armada executaram a ação. Há muito que elementos do governo republicano defendiam a entrada no conflito até porque se temia a concretização de um acordo entre as potências beligerantes para a divisão das colónias africanas de Portugal.

 

Durante o ano de 1916 assistiu-se à mobilização e treino de cerca de 50 mil homens, constituídas em duas divisões, que começaram a embarcar para França no dia 30 de Janeiro de 1917.

 

As duas divisões cooperando com os britânicos, mas sob um comando independente, enfrentaram grandes dificuldades em várias frentes. Tiveram um treino deficiente. O fardamento, as armas e os alimentos eram fornecidos pelos ingleses, mas nem sempre era do agrado dos homens nas trincheiras.

 

Em abril de 1918 a organização militar colapsou durante a batalha de La Lys, quando várias divisões alemãs ultrapassaram as linhas portuguesas, matando, ferindo ou prendendo cerca de sete mil tropas portuguesas. O que restava das unidades foi colocado sob comando britânico e, até ao final do conflito, não voltaria a ter um papel relevante no conflito.

(in Ensina RTP)

 

Conteúdo relacionado:

Autoria e outros dados (tags, etc)

trailer.png

 fonte: Leer.es | Visionar tutorial | Descarregar o guia |

 

Outra forma de olhar e interpretar a literatura.

 

A educação literária e o fomento da leitura requerem novas técnicas e ferramentas que facilitem o trabalho educativo na sala de aula aos professores. Este guia propõe a realização de um trailer a partir da leitura de um livro como instrumento que integra as tecnologias no ensino.

 

O objetivo principal desta proposta é motivar os alunos durante a aula, captar a sua atenção e mostrar-lhes que os livros podem ser uma fonte de prazer, ligando-os à cultura visual contemporânea.

 

Conteúdo relacionado:

Autoria e outros dados (tags, etc)

app.png

 Google Play |

 

Roberto Neto desenvolveu recentemente uma aplicação para Android com histórias infantis, para serem lidas pelos pais e/ou pelas crianças. Depois de ler as histórias podem responder a perguntas simples sobre a própria história.


A app irá sendo atualizada com novas histórias regularmente.

 

Conteúdo relacionado:

Autoria e outros dados (tags, etc)

feedly-300x300.png

 Feedly | RSS do blogue RBE |

 

Feedly é um leitor de noticias RSS para smartphones e tablets. A melhor maneira de seguir os seus blogues favoritos, sítios de notícias, vídeos do youtube, podcasts e revistas. Feedly mostra todas as nossas notícias favoritas num só lugar e rapidamente o conteúdo dos feeds RSS de notícias e blogues se transformam em conteúdos que se carregam rapidamente e pelos quais se navega de forma intuitiva e fácil. É uma experiência próxima da consulta de uma revista personalizada.

 

  • Feedly (Apple Store)
  • Feedly (Google Play)
  • RSS deste blogue: http://blogue.rbe.mec.pt/data/rss

 

Conteúdo relacionado:

Autoria e outros dados (tags, etc)

live.png

 NetPublic |

 

Facebook Live? Cette expression s’est imposée en quelques mois dans le monde du Web en 2016 : il s’agit d’un groupe de fonctionnalités offertes par le fameux réseau social pour diffuser de la vidéo en direct que ce soit via un compte profil Facebook ou une page Facebook.

Facebook Live permet avec simplicité via l’application (en situation de mobilité) et/ou le service en ligne du populaire réseau social numérique non seulement de diffuser de la vidéo et du son en direct mais aussi d’interagir avec les utilisateurs de la plateforme via le système habituel de commentaires…

 

Comment échanger et interagir en mode direct vidéo

Il s’agit là d’une nouvelle façon de concevoir l’échange avec des internautes et mobinautes que ce soit pour un projet de communication et/ou de marketing aussi bien pour une entreprise, une institution, une association ou un groupe projet.

 

Facebook direct : Mode d’emploi

Pour maîtriser Facebook Live, acquérir des connaissances et des compétences quant à l’usage de la vidéo en direct sur ce réseau social numérique, rien de mieux qu’un mode d’emploi.

Le blog Webmarketing & Com a proposé dès septembre 2016, un guide complet de Facebook Live en 7 parties afin de mieux saisir les subtilités de l’outil mais également dans un souci d’optimisation de l’utilisation de la vidéo en direct sur Facebook.

Exemples, stratégies et bonnes pratiques constituent ce dossier complet pour utiliser Facebook Live :

 

Guide complet en 7 parties pour se lancer sur Facebook Live

Le guide complet pour se lancer sur Facebook Live (1re partie),

Comment lancer son Facebook Live (2e partie),

Facebook Live : Comment bien optimiser ses vidéos pour augmenter leur viralité (3e partie),

5 idées de contenus sur Facebook Live pour booster votre marketing et votre communication (4e partie),

Facebook Live : Donnez plus de vie à votre Live (5e partie),

Facebook Live : Les outils indispensables pour réussir votre Facebook  Live (6e partie),

Facebook Live : Monétisez vos vidéos Facebook Live (7e partie).

 

Ler mais >>

 

Conteúdo relacionado:

Autoria e outros dados (tags, etc)

imagem.jpg

 

A iniciativa "Leer a imagen" da Consejería de Educación de Castilla y León dirige-se ao último ano do 1.º Ciclo e ao 2.º Ciclo. Através de curta-metragens de animação, com atividades pedagógicas e cinematográficas, pretende-se promover a alfabetização digital e o manejo de novos recursos, ressaltar a importância da leitura para aprender e o emprego de diferentes técnicas para melhorar a competência linguística.
O enfoque é interdisciplinar, favorecendo ainda o tratamento de temas transversais como a educação crítica e artística, desenvolvimento da convivência ou creatividade, entre outros.


Toda a informação neste link.

 

Fonte.

 

Conteúdos relacionados:

Autoria e outros dados (tags, etc)

odio.png

 in Expresso | texto de Katya Delimbeuf | Download do manual |

 

Foi apresentada esta quinta-feira, na Fundação Gulbenkian, a versão portuguesa do manual do Conselho da Europa destinado a combater o discurso de ódio na internet. O Expresso falou com Claúdia Reis e com Margarida Saco, do Instituto Português do Desporto e da Juventude, para perceber o alcance deste recurso

 

É um manual de 214 páginas, que a partir de sexta-feira estará acessível ao público no site do Instituto Português do Desporto e da Juventude. O Expresso antecipa-o. Neste livro grosso está impressa a preocupação da Europa com um fenómeno crescente que inquieta todos: o discurso de ódio, onde se inclui, por exemplo, o 'ciberbullying'.

 

Insultar, discriminar, acossar, atacar, ameaçar através da internet em geral e das redes sociais em particular é, infelizmente, uma realidade que tomou proporções alarmantes: “6% dos utilizadores da internet entre os 9 e os 16 anos na Europa já reportou ter sido alvo de bullying 'online’”, explica Claúdia Reis, responsável do departamento de informação e comunicação do Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ), que trabalhou de perto na tradução para português do manual. “Portugal não tem ainda estatísticas concretas sobre esta temática, mas trabalha nesse sentido, em conjunto com a Polícia Judiciária”. (...)

 

Ler mais >>

 

Conteúdo relacionado:

Autoria e outros dados (tags, etc)

face.png

 

 Porto, C. and E. O. d. Santos (2014). [e-Book] Facebook e educação: publicar, curtir, compartilhar. São Paulo, EDUEPB Scielo, 2014.

 

Download .pdf | Download .epub |

 

A obra apresenta elementos capazes de instigar a reflexão sobre a mídia social Facebook nos mais diversos contextos e situações, envolvendo os usos que as pessoas fazem dessa mídia; os temas que surgem e como esses se configuram enquanto objeto de estudo num ambiente de diálogo; os potenciais sociotécnicos e educacionais da rede, enquanto espaços de subjetivação, sociabilidade e diferença; bem como os usos do Facebook no ensino superior e na formação continuada de professores.

 

Visto aqui.

 

Conteúdo relacionado:

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Ligações

Sítios Institucionais


Twitter





Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D