Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]






O lema de “bom senso e bom gosto” que Antero de Quental colocou no centro de uma das polémicas maiores do nosso séc. XIX literário, salvaguardadas as diferenças que a história impõe, continua tão válido hoje como em 1865. Razões estéticas e a necessidade de aproximação ao grafismo e cores do futuro portal da Rede de Bibliotecas Escolares levaram-nos a fazer algumas mudanças na apresentação do blogue. Este continuará a ser, como blogue institucional, mais um meio de difusão do que de opinião, embora aberto aos comentários críticos que nos queiram enviar. As opções editoriais permanecem as mesmas e traduzem esta situação de charneira em que nos encontramos – antigos quanto baste para não dispensarmos os livros; suficientemente modernos para aderirmos com entusiasmo às tecnologias de informação e comunicação.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas:



Conferência com abertura do Reitor da Universidade de Lisboa, António Nóvoa e um conjunto diversificado de intervenções sobre a educação, o ensino e os ideais pedagógicos da 1ª República, cujo pressuposto, que dá título à conferência, o homem vale sobretudo pela educação que possui, permanece da maior actualidade.

1 de Abril de 2011
10h00 - 19h00
Instituto de Educação da Universidade de Lisboa
Entrada livre                                                                                                                              Programa >>

Autoria e outros dados (tags, etc)

Termina no próximo sábado, dia 5 de Março, a Semana Concelhia da Leitura de Gondomar, uma iniciativa da Biblioteca Municipal de Gondomar e das Bibliotecas Escolares dos Agrupamentos de Escolas e Escolas Secundárias do concelho.

Destaque para a tarde de sábado, com um programa musical diversificado, do clássico ao soul, momentos de poesia e a entrega de diplomas aos alunos seleccionados na 1ª fase do concurso PNL.

Decorre em paralelo a V Feira do Livro Infanto-Juvenil.

Programa >>

Autoria e outros dados (tags, etc)


Continua aberto o prazo, até 11 de Março, para apresentação de propostas ao concurso Liga-te aos Outros, criado pela Fundação AMI para assinalar o Ano Europeu do Voluntariado. O projecto destina-se a incentivar os jovens a desenvolver actividades de voluntariado na sua comunidade, em parceria com a escola.

 

O concurso está aberto a todos os jovens a partir do 7º ano e consiste na apresentação de propostas para resolução de problemas locais através de actividades de voluntariado. A AMI seleccionará os três projectos mais consistentes e financiará os mesmos (no que diz respeito a custos com materiais, transportes, etc).

Informações, Regulamento e Candidatura:
www.ami.org.pt
ligateaosoutros@ami.org.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas:

A evolução do livro impresso e o recente livro digital num artigo de António Guerreiro:

Há quase meio século, escutou-se pela primeira vez a profecia da morte do livro impresso. Foi em 1962, e o profeta tinha nome que haveria de soar a visionário: Marshall McLuhan.

Reiterada de tempos a tempos, reativada como um programa inevitável a partir do momento em que a Internet e os motores de busca passaram a fazer parte do quotidiano, em meados dos anos 90, a profecia não se cumpriu: a "galáxia de Gutenberg" não passou a ser uma coisa do passado, e a espécie do Homo typographicus continuou a crescer e a multiplicar-se, ainda que a sua condição seja agora híbrida, já que passou também a responder - e todos nós sabemos com que solicitude e velocidade - às solicitações da era digital.

Certo é que o caudal dos livros que se folheiam com os dedos, os livros impressos, não parou de aumentar. Robert Darnton (ver bibliografia no final do artigo), um dos mais importantes historiadores do livro e diretor da Biblioteca Universitária de Harvard, fornece os números desta marcha progressiva, num tempo que se esperava ser de abrandamento: em 1998 foram publicados em todo o mundo 700.000 novos títulos, em 2003 foram 859.000 e em 2007 foram 976.000.

Em suma, o mais velho instrumento de leitura - o códex - não apenas não foi expulso (de acordo com a velha teoria de que um novo meio de comunicação nunca exclui completamente o anterior) como manteve a sua posição de domínio absoluto.

Recordemos então, brevemente, uma história de muitos séculos e escassos - mas importantes - acontecimentos.(...)

Ler mais no Expresso, 21 Fev. >>

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 7/7



RBE


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Ligações

Sítios Institucionais


Twitter



Perfil SAPO

foto do autor



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Twitter_